Centros de Excelência e Serviços / Programa de Cardiopatias Congênitas

Glossário

• ANASTOMOSE – conexão entre duas estruturas

• ANEURISMA – dilatação anormal de um vaso sanguíneo

• ANGIOGRAFIA – método diagnóstico que consiste em injetar contraste na corrente sanguínea para observar estruturas do coração ou vasos

• ANGIOPLASTIA – procedimento realizado durante o cateterismo cardíaco para dilatar valvas e vasos sanguíneos

• ANOXIA – ausência de oxigênio

• ANTICOAGULANTE– medicamento utilizado para evitar trombos

• AORTA – a maior e mais importante artéria do corpo, que recebe sangue oxigenado do coração e responsável por enviá-lo ao restante do corpo

• ARRITMIA – qualquer alteração do ritmo cardíaco

• ARTÉRIA – vasos que SAEM do coração e em geral carregam sangue oxigenado para o corpo

• ARTÉRIA PULMONAR– artéria que leva o sangue do coração para os pulmões, única artéria do corpo que carrega sangue com pouco oxigênio

• ARTÉRIAS CORONÁRIAS– artérias responsáveis pela irrigação do miocárdio (músculo do coração)

• ATRESIA – oclusão completa de uma valva ou vaso sanguíneo

• ATRIOS– câmaras cardíacas de baixa pressão

• BANDAGEM DE ARTÉRIA PULMONAR – procedimento cirúrgico que tem por finalidade restringir o fluxo de sangue para o pulmão, protegendo-o de eventuais danos

• BLOQUEIO – atraso na condução elétrica do coração

• BRADICARDIA – frequência cardíaca abaixo do esperado para a idade

• CANAL ARTERIAL – vaso que conecta aorta à artéria pulmonar, estrutura necessária para a circulação na vida fetal

• CARDIOMEGALIA – aumento do coração

• CARDIOPATIA CONGÊNITA – um defeito na estrutura do coração e/ou grandes vasos presente ao nascimento

• CARDIOPLEGIA – é uma solução que promove a parada dos batimentos cardíacos durante a cirurgia cardíaca, tem função de proteção do coração durante o procedimento

• CARDITE – inflamação do coração

• CATETER VENOSO CENTRAL (CVC) – acesso venoso profundo, necessário para envio de medicamentos diretamente na circulação central e que também auxilia no monitoramento hemodinâmico do paciente grave

• CATETERISMO– o processo de inserção de um cateter em uma artéria ou veia e orientá-lo através das câmaras cardíacas para fins de exame ou tratamento

• CHOQUE: insuficiência na irrigação sanguínea, que pode se dar principalmente por falha do coração, ou infecções graves

• CIANOSE– coloração azulada da pele, boca e ponta dos dedos, decorrentes de defeito cardíaco congênito ou problemas respiratórios

• CIRCULAÇÃO COLATERAL– circulação anormal que se forma entre os vasos como forma de suprir a falta de irrigação de determinada estrutura

• COARCTAÇÃO – estreitamento que ocorre na aorta

• DEXTROCARDIA – coração situado do lado direito do tórax

• DISPNÉIA – dificuldade na respiração

• DIURÉTICO: medicamentos utilizados para aumentar o volume urinário, atuando na redução do líquido presente no corpo, bem como reduzindo a pressão arterial

• ECOCARDIOGRAMA – exame que utiliza o ultrassom para avaliar o coração e suas estruturas

• ECOCARDIOGRAMA FETAL – exame que utiliza o ultrassom para avaliar o coração e suas estruturas do bebê ainda durante a gestação

• EDEMA – aumento de líquido no espaço extra vascular

• ELETROCARDIOGRAMA (ECG)– exame não invasivo que registra os impulsos elétricos do coração

• ECMO –  OXIGENAÇÃO POR MEMBRANA EXTRACORPÓREA– máquina que substitui o coração e o pulmão em pacientes graves

• ENDOCARDITE BACTERIANA– infecção bacteriana das estruturas do coração

• ESTENOSE – qualquer estreitamento encontrado nos vasos sanguíneos

• EXTRASSÍSTOLE – batimento cardíaco extra

• FIBRILAÇÃO – contrações rápidas e desordenadas de parte do coração

• FÍSTULA: comunicação anormal entre duas estruturas

• FORAME OVAL – abertura entre átrio esquerdo e átrio direito necessária para a circulação fetal

• HEMORRAGIA – sangramento anormal e em grande quantidade

• HEPARINA – medicamento utilizado diretamente na veia para evitar a formação de trombos ou auxiliar a dissolução deles

• HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA – pressão arterial alta

• HIPERTENSÃO PULMONAR – aumento das pressões dos vasos do pulmão

• HIPERTROFIA – desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou de parte dele devido a um aumento do tamanho de suas células

• HIPOPLASIA – um tecido ou órgão subdesenvolvido

• HIPOTENSÃO – pressão baixa

• HIPÓXIA – baixo teor de oxigênio no corpo

• HOLTER – exame não invasivo que registra de forma contínua os batimentos cardíacos. Utilizado como método diagnóstico das arritmias

• IDIOPÁTICO – uma doença ou condição decorrente de uma causa desconhecida

• IMUNOSSUPRESSORES – medicamentos usados para evitar a rejeição do órgão transplantado

• INFARTO – danos a uma porção do músculo cardíaco decorrente da falta de fornecimento de sangue para determinada área

• INOTRÓPICO – medicamentos que atuam na contração do músculo cardíaco

• INSUFICIÊNCIA CARDÍACA– uma condição em que o coração é incapaz de bombear a quantidade de sangue necessária para o corpo

• ISQUEMIA – diminuição do fluxo sanguíneo para um órgão, geralmente por causa de uma constrição ou bloqueio de uma artéria

• MARCAPASSO – dispositivo elétrico implantável, utilizado para regular os batimentos cardíacos

• MIOCÁRIO – músculo da parede do coração

• NUTRIÇÃO ENTERAL – modalidade nutricional onde o alimento é levado diretamente ao intestino através de um tubo

• NUTRIÇÃO PARENTERAL – modalidade nutricional que envia solução rica em nutrientes através das veias. Utilizada quando o paciente não tem condições de receber o alimento através do trato digestivo

• PAI – pressão arterial invasiva – cateter inserido diretamente na artéria que mostra a pressão arterial de forma direta. Importante para o monitoramento de pacientes graves

• PALIATIVO – um tratamento que proporciona alívio temporário dos sintomas, mas não fornece uma solução permanente

• PALPITAÇÕES – batida irregular única ou múltipla sentida como um salto ou pausa momentânea dos batimentos cardíacos

• PARADA CARDÍACA – quando o coração para de bater, resultando em queda da pressão arterial com consequente falta de circulação de sangue para os tecidos

• PERICARDITE – inflamação da membrana cardíaca que protege o coração

• PNEUMOTÓRAX – ar localizado fora dos pulmões, porém dentro do tórax

• SANGUE ARTERIAL – sangue proveniente dos pulmões, rico em oxigênio

• SANGUE VENOSO – sangue com baixa concentração de oxigênio

• SEPSE –  é um conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção

• SEPTO – paredes que separam os lados direito e esquerdo do coração

• SHUNT – passagem de sangue entre dois vasos sanguíneos ou entre os dois lados do coração

• SOPRO – ruído que pode ser ouvido entre um batimento e outro do coração. Pode ser decorrente de um defeito cardíaco ou ser um som absolutamente normal do coração

• TAQUICARDIA – batimentos cardíacos rápidos

• TAQUIPNÉIA – frequência respiratória elevada

• TROMBOSE – formação de um coágulo de sangue dentro do coração ou vasos

• VALVOPLASTIA – reparação de uma valva, por meio de cirurgia ou cateterismo

• VASOCONSTRICTOR – substância que reduz o calibre dos vasos

• VASODILATADOR – substância que aumenta o calibre dos vasos

• VENTRÍCULO – câmaras cardíacas de alta pressão do coração

Autor: Mariana Setubal

Atualizado em: 16/10/2017