Centros de Excelência e Serviços / Programa de Cardiopatias Congênitas

Depoimentos

”Meu nome é Marleide, sou mãe do Mateus de 9 anos, portador de Anomalia de Ebstein e Síndrome de Wolff Parkinson White.
Minha gravidez foi normal como de qualquer outra gestante, fiz acompanhamento pré natal e exames periódicos como de costume, fiz inclusive ecocardiograma fetal durante a gestação e nada diferente constatou! Meu filho nasceu lindo, saudável, coradinho e bem gordinho, nada foi suspeitado desde então. Tudo corria muito bem, quando com um ano e meio ele teve sua primeira crise de arritmia cardíaca, ficou internado uma semana na UTI sem descobrirem o que ele tinha e os médicos chegaram a nos dizer que ele não poderia passar daquela semana pois os batimentos dele estava muito alto passando dos 200 bpm. Aquilo tudo nos apavorou demais sem saber qual era o problema do nosso filho. Em 2011 um médico eletrofisiologista descobriu que ele tinha Síndrome de Woff Parkinson White, começamos a tratar com medicação, mas as crises de arritmia começaram a ser persistentes mesmo com medicação, foi aí que decidiram fazer a primeira Ablação em 2013 porém sem sucesso! Em 2014 em um exame de rotina Ecocardiograma descobrimos então que o Mateus tinha Anomalia de Ebstein. Em 2015 conhecemos a Dra. Cecilia Barcellos que foi um anjo que Deus enviou em nossas vidas, ela começou então a tratar as arritmias do Mateus com medicação e por um tempo ficou controlada, porém depois foi necessário novamente recorrer a Ablação e graças a Deus dessa vez deu tudo certo, foi corrigido esse problema do Mateus. Foi nesse mesmo ano que Deus nos presenteou com mais um anjo chamada Dra. Beatriz Furlanetto, Foram feitos todos os exames necessários no Mateus e em 2016 era para ter acontecido a cirurgia do Mateus(correção do Ebstein), mas a Dra. Beatriz sabiamente achou por bem aguardar mais um pouco para a cirurgia. Então agora em setembro de 2017 em consulta com a Dra. Beatriz ela nos orientou a fazermos um convênio para o Mateus que “atendesse” no Hospital Sabará, nos indicou mais um anjinho para cuidar e acompanhar “clinicamente” o coraçãozinho dele e esse anjinho tem por nome Dra. Grace Bichara. Mateus começou a passar muito mal, fomos mais de 7 vezes com ele para o Pronto Socorro. Passamos em consulta com a Dra. Grace e voltando da consulta antes de chegar em casa o Mateus desmaiou no carro, voltamos para o hospital orientados pela Dra. e a mesma disse que o Mateus precisaria ficar internado e operado! Foram dias de angústia, aflição, medo, insegurança. Enfim no dia 28/02/2018 foi feita a cirurgia correção da válvula tricúspide técnica do cone pela Dra. Beatriz Furlanetto e equipe, tudo ocorreu muito bem graças a Deus. O Mateus teve um pós operatório muito bom, ficou na UTI apenas 2 dias e meio e sua recuperação foi maravilhosa, recebemos alta com cinco dias de cirurgia estávamos em casa para uma cirurgia cardíaca de grande porte essa recuperação foi resposta de oração!
Hoje nós como pais só temos que agradecer a Deus e a todos do Hospital infantil Sabará pelo acolhimento, profissionalismo excepcional, uma dedicação, um amor ao que fazem fora do comum, nós no sentimos plenamente acolhidos pelo hospital, toda equipe de cardiologia pediátrica, algo extraordinário, eles nos fizeram sentir como se eles estivessem sentindo a nossa dor, receber um abraço apertado de uma médica quando sua alma está dilacerada, isso não tem preço…toda equipe da UTI, médicos plantonistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, as meninas que nos traziam as refeições com tanto carinho, as moças da limpeza que deixavam sempre tudo muito limpinho… Não temos palavras para agradecer por tudo que fizeram pelo Mateus e pela nossa família! Nosso coração é imensamente grato a vocês que nos ajudaram a passar por momentos tão difíceis, que com o profissionalismo e Amor ao que fazem nos fez enxergar o quanto é importante não ser mais um hospital, mas sim fazer a diferença e ser O HOSPITAL!
Muito, Muito, Muito obrigado!”
Marleide e André

 

Conte também a sua história relacionada ao Programa de Cardiopatias Congênitas do Sabará:
 

Autor: Mariana Setubal

Atualizado em: 14/2/2019