Centros de Excelência e Serviços / Programa de Cardiopatias Congênitas

Ecocardiograma Intraoperatório

Este é um dos diferenciais da nossa instituição, já que poucos hospitais possuem uma sonda específica para realizar o exame em crianças.

No Centro Cirúrgico do Hospital Infantil Sabará, o médico ecocardiografista pode realizar o exame via transesofágica – que avalia o coração da criança ainda com o toráx aberto – para certificar se a cirurgia foi efetiva.

Para isso, uma sonda é inserida via esôfago do paciente para que o especialista possa observar o coração.

A vantagem desse procedimento é a possiblidade de checar, enquanto o tórax ainda não foi fechado, qualquer necessidade de ajustes no procedimento cirúrgico que foi realizado. Caso seja identificado algum defeito, o cirurgião poderá realizar a correção dos defeitos residuais imediatamente.

Para se ter uma ideia da otimização propiciada por este exame, dados da literatura médica mostram que de cada 10 crianças que passam por cirurgia cardíaca, 3 podem apresentar algum problema residual e que é detectado pelo Ecocardiograma ainda no Centro Cirúrgico e enquanto a cirurgia ainda não foi encerrada.

No caso dos hospitais que não contam com ecocardiograma transesofágico intraoperatório, a identificação dos defeitos residuais só pode ser observada após a cirurgia em ambiente de UTI ou mesmo após a alta hospitalar. Muitas vezes pode ocorrer da criança necessitar se submeter a uma nova cirurgia.

A Ecocardiografia Transesofágica intraoperatório é realizada por meio da introdução de uma sonda no esôfago, após anestesia local, e permite a obtenção de informações relevantes para o diagnóstico de alterações na estrutura e/ou função do coração durante a cirurgia cardíaca ou em ambiente de UTI.

Autor: Mariana Setubal

Atualizado em: 16/10/2017