Centros de Excelência e Serviços / Programa Aerodigestivo

Dados epidemiológicos

  • Dentre as crianças que são submetidas a entubação orotraqueal, 20% delas podem evoluir para estenose laringotraqueal. Isso é uma estatística mundial.
  • Não temos estatísticas de quantas crianças no Brasil dependem de traqueostomia para respirar. Mas acreditamos que existam muitas crianças crescendo assim, especialmente porque as UTIs neonatais estão muito desenvolvidas, o que significa que bebês prematuros extremos, sobrevivem às custas de traqueostomia.
  • Laringomalácia é a mais comum má-formação congênita da laringe. 80% dos casos têm resolução espontânea até os 2 anos de idade, mas 20% dos casos podem necessitar de intervenção cirúrgica, supraglotoplastia.