Centros de Excelência e Serviços / Núcleo de Cranioestenose e Assimetrias Craniofaciais

Dados epidemiológicos

A maior parte dos casos não são sindrômicos e a incidência é de um paciente a cada 2.500 crianças nascidas vivas.

Estima-se que a Síndrome de Crouzon ocorra em 16 em 1 milhão de nascidos vivos e a Síndrome de Apert ocorra em 13,7 casos a cada 1 milhão de nascidos vivos.

Há mais de 90 síndromes associadas a cranioestenoses com envolvimento de membros, das orelhas ou do sistema cardiovacular.

Autor: Dr. Fernando Gomes Pinto - CRM: 90797

Atualizado em: 14/5/2018