Centros de Excelência e Serviços / Programa Avançado de Reabilitação Intestinal

Glossário

Absorção intestinal – capacidade das diversas porções do trato intestinal de degradar, digerir e transportar de sua luz para a corrente sanguínea os nutrientes, eletrólitos e a água;

 

Cateter venoso – dispositivo utilizado dentro de uma veia que permite ofertar água, eletrólitos e nutrientes para a criança;

 

Eletrólitos – substâncias inorgânicas que devem permanecer em equilíbrio para manter as funções celulares normais de um organismo. Os principais eletrólitos que checamos rotineiramente são potássio, sódio, magnésio, cloro, fósforo, cálcio e bicarbonato;

 

Gastrostomia – dispositivo colocado diretamente no estômago da criança através de procedimento endoscópico ou cirurgia, que permite fornecer água, eletrólitos e nutrientes para a criança;

 

Insuficiência hepática – incapacidade do fígado em manter suas funções normais;

 

Macronutrientes – são os componentes fundamentais para o funcionamento do organismo. Entre eles estão as proteínas, os carboidratos e os lipídeos;

 

Micronutrientes – são nutrientes essenciais que devem estar presentes em quantidades pequenas na nossa alimentação, entre eles estão as vitaminas e os minerais;

 

Nutrição enteral – dieta especialmente formulada para utilização complementar ou substitutiva à alimentação oral, objetivando manter o crescimento e desenvolvimento adequado da criança. A introdução e progressivo aumento da dieta enteral contribuem para a progressiva redução e eventual suspensão da dieta parenteral;

 

Nutrição parenteral – suporte nutricional fornecido pela veia;

 

Sepse – conjunto de manifestações clínicas secundárias a uma infecção que colocam em risco a vida do paciente;

 

Síndrome do Intestino curto – conjunto de sintomas advindos geralmente da remoção cirúrgica extensa de alças intestinais;

 

Suporte nutricional – oferta de nutrientes, água e eletrólitos com a finalidade de manter a nutrição necessária para o contínuo crescimento e desenvolvimento da criança. Pode ser na forma de complementação oral, via sonda por um cateter inserida na veia;

 

Trânsito intestinal – é a passagem dos alimentos ao longo do trato intestinal;

 

Trombose – obstrução de uma veia do paciente por um coágulo sanguíneo.