Visão geral

O Programa de Distúrbios de Ritmo no Sabará Hospital Infantil fornece uma avaliação abrangente dos distúrbios de ritmo em pacientes pediátricos. Esses distúrbios compreendem as bradicardias (quando o coração bate lento), as taquicardias (quando o coração bate acelerado) e quando o coração bate fora do ritmo (por extrassistoles ou uma outra forma de arritmia).

Essas arritmias podem aparecer na vida intrauterina, em crianças e nos adolescentes. Uma ampla gama de serviços de diagnósticos cardíacos está disponível no Hospital, incluindo eletrocardiogramas, Holter de 24 horas (monitorização do eletrocardiograma por 24 horas).

Além disso, testes mais sofisticados, como o estudo eletrofisiológico invasivo, são conduzidos no nosso Centro de Cardiologia para auxiliar no diagnóstico de arritmias de difícil controle ou persistentes.

Também são realizadas intervenções terapêuticas, como a ablação por cateter por meio de radiofrequência. A ablação por cateter por radiofrequência é um procedimento intervencionista que permite a eliminação do foco arrítmico. Esse procedimento melhorou drasticamente a qualidade de vida dos pacientes com síndrome de Wolf-Parkinson-White, além de outros tipos de taquicardias supraventriculares, taquicardias atriais, flutter atrial e taquicardia ventricular.

O implante de marcapasso cardíaco é realizado em conjunto com a Cirurgia Cardíaca Pediátrica em crianças de baixo peso, e por meio de cirurgia minimamente invasiva no caso de crianças maiores, pela equipe de Ritmologia.

As avaliações e programações do marcapasso por meio de telemetria são realizadas no Ambulatório de Arritmia.

Conheça o time

Dra. Cecilia Monteiro Boya Barcellos

Formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora; com Residência Médica em Cardiologia pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo na equipe do Dr. José Pedro da SilvaEspecialização em Eletrofisiologia Invasiva e Estimulação Cardíaca Artificial também na Beneficência Portuguesa de São Paulo, onde atua na especialidade desde então; Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC/AMB) e em Estimulação Cardíaca Artificial pelo Departamento de Estimulação Cardíaca da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (DECA/SBCCV); atua em parceria com a Equipe de Cirurgia Cardíaca do Dr. Glaucio Furlanetto no acompanhamento de arritmias cardíacas em crianças, principalmente no pós-operatório de correção de cardiopatias e no implante de marcapasso cardíaco em crianças de baixo peso; é responsável pelo serviço de Holter (Monitorização Eletrocardiográfica de 24 horas) do Sabará e atual secretária do DECA/SBCCV;  apresentou trabalhos em vários congressos nacionais e internacionais, na área de arritmia cardíaca; é palestrante de diversos congressos nacionais e regionais nessa área (Socesp/Congresso Brasileiro Arritmias Cardíacas, Congresso Brasileiro de Cardiologia) e já teve participações em programas de rádio e TV.

Qualidade e segurança

A presença de uma equipe multidisciplinar que conta com pediatras, cardiopediatras, cirurgiões cardíacos especialistas em crianças e eletrofisiologistas, permite alcançar êxito em implantes de marcapasso bicameral epicárdico até em crianças de muito baixo peso, como o caso de um bebê de apenas 2 kg e que já apresenta mais de um ano de seguimento.

Eletrofisiologia cardiológica em números

  • A incidência das cardiopatias congênitas é de 1 para cada 100 nascimentos.
  • No mundo, a cada ano, nascem 130 milhões de crianças. Dessas, 1 milhão nasce com cardiopatia congênita e 280 mil morrem no período neonatal, sendo que 250 mil não tiveram acesso a diagnóstico e tratamento.
  • No Brasil, as anomalias congênitas constituem a segunda causa de mortalidade infantil, determinando 11,2% dessas mortes.

Compartilhe sua experiência




Condições e tratamentos

Entenda a cardiopatia congênita 

Autor: Equipe Sabará

Atualizado em: 08/8/2017