A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Transtorno de pânico

É uma condição caracterizada por episódios recorrentes de medo paralisante, conhecidos como ataques de pânico. O Transtorno do Pânico afeta de 3 a 6 milhões de jovens americanos (não temos dados referentes ao Brasil), geralmente entre os 15 e os 19 anos.

Ataques de pânico podem ser precipitados por eventos específicos, mas também acontecem sem aviso prévio, mesmo durante o sono.

O ataque dura entre 10 e 55 minutos e pode ser muito assustador para as crianças.

Algumas das características de um ataque de pânico simulam os de um ataque cardíaco: palpitações, dor no peito, falta de ar, sudorese, tontura e náusea. A criança que tem esses sintomas deve ser avaliada cuidadosamente, para determinar a causa subjacente.

Muitos jovens podem nunca ter outro ataque de pânico, no entanto, os que sofrem com a doença geralmente desenvolvem profundas ansiedades sobre quando e onde o próximo irá ocorrer.

Eles passam a evitar muitos lugares e situações; seu mundo, muitas vezes, torna-se progressivamente menor. Por exemplo: se estavam dirigindo durante um ataque de pânico, podem passar a ter fobia de estar em um carro.

Para se saber se o problema é Transtorno de Pânico, é preciso que o paciente apresente, pelo menos, quatro dos seguintes sintomas:
– Palpitações
– Sudorese
– Tremores e ansiedade
– Falta de ar
– Sensação de asfixia
– Dor ou desconforto no peito
– Náusea ou desconforto abdominal
– Vertigens, tonturas
– Sentimento distanciado de si mesmo (despersonalização)
– Sensação irreal (desrealização)
– Medo de perder o controle ou enlouquecer
– Medo de morrer
– Sensação de dormência ou formigamento
– Calafrios ou ondas de calor
– Preocupar-se com ataques de pânico futuros