Rubéola - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Rubéola

Etiologia:
Vírus RNA da família Togaviridae, sendo o homem a única fonte de infecção.

A rubéola é uma doença que se tornou rara no Brasil, por causa da disponibilidade da vacina, no final de 1960. Desde então, não têm havido grandes surtos da doença.

A rubéola é causada por um vírus e ocorre, com mais frequência, no inverno e na primavera. A doença é transmitida através do contato íntimo ou pelo ar. Pessoas com rubéola ficam contagiosas vários dias antes de início dos sintomas. O período de contágio dura entre 5 e 7 dias após os sintomas aparecerem.

Quadro clínico
Aproximadamente 25% a 50% das infecções são assintomáticas. As formas sintomáticas costumas ser suaves, caracterizando-se por febre baixa, exantema maculopapular eritematoso, não muito exuberante, acompanhado de linfadenopatia generalizada (comumente suboccipital, cervical e retroauricular, sendo esta última bastante caracterítica).

Podem ocorrer poliartralgia e poliartrite transitórias, mais comuns em adolescentes e adultos.

Sinais e sintomas
As crianças com rubéola tem febre baixa (entre 37,5°C e 38,5°C), juntamente com uma erupção cutânea rosada e inchada, glândulas sensíveis na parte de trás do pescoço ou atrás das orelhas. O aparecimento da erupção cutânea pode variar, mas, geralmente, começa no rosto. Em seguida, ela se espalha para pescoço, tronco, braços e pernas e desaparece do rosto ao mesmo tempo em que “se move” para outras partes do corpo. Os adolescentes podem ter dores nas articulações também. Esses sintomas se desenvolvem cerca de 14 a 21 dias após a criança ser infectada com o vírus.

O que você pode fazer
Verifique se o seu filho é mantido confortável; administre fluidos e incentive repouso no leito, se ele estiver se sentindo cansado. Crianças com rubéola não devem frequentar a escola ou entrar em contato com outras crianças por 7 dias após a erupção aparecer pela primeira vez.

Quando chamar o pediatra
Se o seu filho tiver sintomas associados à rubéola, como erupção cutânea e febre, procure o pediatra. No entanto, porque os sintomas da rubéola podem ser leves, os pais nem sempre percebem que a criança está infectada. Na verdade, cerca de 25% a 50% das crianças infectadas com rubéola não apresentam sintomas.



Tratamento

Não há tratamento para a rubéola. Para te deixar mais confortável, o médico pode te dar:
  • Paracetamol (Tylenol)


Open chat
Cuidador Virtual