Incontinência Urinária - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Incontinência Urinária

A enurese (falta de controle dos esfíncteres da bexiga, causando o famoso “xixi na cama”) é uma das chateações mais comuns que ocorre na infância. E pode ser um problema pela consequência emocional. Veja as perguntas mais comuns e suas respostas.

É normal meu filho a molhar a cama à noite?
Molhar a cama à noite é comum em crianças pequenas, até os 4 anos. A maioria das crianças pode controlar sua bexiga durante o dia, mas pode demorar mais tempo para que elas tenham controle sobre a bexiga quando estão dormindo. Algumas crianças não param de molhar a cama à noite até os 5 a 7 anos de idade. Incontinência urinária é mais comum em meninos do que em meninas, e pode haver uma tendência familiar.

A maioria das crianças para de fazer xixi na cama por conta própria e não precisa de nenhum tratamento. Mas, se você está preocupado ou tem dúvidas sobre a incontinência urinária de seu filho, converse com o pediatra.

Por que as crianças molham a cama?
A enurese acontece quando:

  1. Os músculos do esfíncter da bexiga de uma criança se desenvolvem mais lentamente do que o habitual.
  2. A bexiga de uma criança tem capacidade menor do que o comum.
  3. O organismo da criança produz uma maior quantidade de urina
  4. Na maioria das vezes, a enurese não é causada por um problema de saúde ou emocional. Em alguns casos, porém, é.

Seu médico deve avaliar se a enurese de seu filho é causada por um problema médico.

O que posso fazer para tentar parar o “xixi na cama” do meu filho?
Você pode experimentar coisas como:

  1. Fazer seu filho urinar antes de ir para a cama.
  2. Lembrar-lhe para acordar e usar o banheiro quando necessário, ou quando você for dormir.
  3. Colocar luzes à noite para que ele possa encontrar facilmente o banheiro.
  4. Parar de usar fraldas em casa, especialmente se seu filho já tiver mais de 8 anos.
  5. Manter um gráfico de progresso de seu filho e dar recompensas quando ele permanecer seco por um período pré-acordado. Você e seu filho devem concordar com as recompensas antes de iniciar esse processo.
  6. Oferecer líquidos durante o dia todo. Não beber líquidos até duas horas antes de deitar-se.
  7. Ajudar seu filho a educar sua bexiga para armazenar mais urina. Fazer com que ele mantenha sua urina por longos períodos de tempo antes de urinar. Isso aumentará sua capacidade de armazenamento e fortalecerá os músculos dos esfíncteres.

O uso de alarme de enurese noturna não é frequente no Brasil, mas pode ser usado e funciona melhor em crianças mais velhas (acima de 7 anos). Converse com seu médico sobre qual tipo de alarme é melhor para seu filho e como usá-lo.
Para qualquer um desses planos, tanto você como seu filho devem querer que o problema seja solucionado. É preciso paciência e também compreensão, pois pode ser um processo muito difícil e levar um longo tempo.

Lembre-se de que as crianças não molham a cama porque querem, elas sofrem com isso. Você nunca deve ficar bravo, punir seu filho ou brincar com o fato de ele molhar a cama.

Há dicas de como manter a cama do meu filho limpa e seca?

Use uma capa impermeável para proteger o colchão e evitar o odor da urina.

Quando seu filho molhar a cama, troque o lençol ou coloque uma toalha seca sobre a parte molhada e coloque um pijama seco.

Quando devo consultar um médico?
Se o seu filho apresentar algumas das situações abaixo:

  1. Urina mais do que o habitual.
  2. Tem mais sede do que o habitual.
  3. Tem uma sensação de queimação quando urina.
  4. Tem inchaço dos pés e tornozelos.
  5. Voltou a molhar a cama novamente após ter parado por semanas ou meses.

Esses sintomas podem ser um sinal de problema médico. O pediatra irá fazer um exame clínico e poderá solicitar exames laboratoriais, incluindo um teste de urina.

Existem medicamentos que podem reduzir a incontinência urinária?

Existem e os médicos podem prescrever esses medicamentos para reduzir a incontinência urinária. Mas os medicamentos são, geralmente, dados a crianças com mais de 7 anos. Geralmente, não há necessidade para isso.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Up To Date



Tratamento

Os tratamentos podem incluir:

Terapia Comportamental

Terapia comportamental inclui:
  • Fortalecer os músculos, realizando exercícios de Kegel . Isso fortalece os músculos que sustentam a bexiga e aqueles que controlam o fluxo de urina.
  • A estimulação elétrica indolor é por vezes usada para fortalecer os músculos mais rapidamente e é útil para a incontinência de esforço.
  • Você também pode realizar exercícios do assoalho pélvico usando pesos em forma de cone que são colocados na vagina.
  • Treinamento da bexiga Para conseguir isso, um horário regular deve ser estabelecido para urinar e beber uma quantidade menor de fluidos.
  • Biofeedback. Isso implica o uso de um dispositivo com sensores. Ao realizar exercícios do assoalho pélvico, o dispositivo mostra um sinal na tela, que indica o grau de contração dos músculos.

Perda de peso

Se você é uma mulher e está acima do peso ou obeso, perder peso pode ajudar a reduzir o número de episódios de estresse ou incontinência de urgência. Consulte o seu médico sobre um programa de perda de peso que é certo para você.

Medicamentos

Medicamentos podem ser prescritos para relaxar os músculos da bexiga. Esses tipos de medicamentos, chamados anticolinérgicos, são frequentemente usados ​​para tratar a incontinência de urgência. Exemplos incluem:
  • Oxibutinina (Ditropano)
  • Tolterodina (Detrol)
  • Darifenacina (Enablex)
  • Solifenacina (Vesicare)
  • Fesoterodine (Toviax)

Estimulação nervosa

A estimulação nervosa é eficaz no tratamento da incontinência urinária de urgência. Isso pode ser feito estimulando um nervo do tornozelo. Também pode ser feito implantando um dispositivo que estimula os nervos da bexiga.

Cirurgia

As mulheres podem se submeter à cirurgia para fortalecer os músculos enfraquecidos relacionados à função da bexiga. Outro procedimento é a aplicação de injeções de colágeno na uretra.

Devices

Freqüentemente, fraldas absorventes são usadas em casos de incontinência. Para as mulheres, existem tampões e adesivos que controlam a urina. Às vezes, as sondas são usadas para tratar os casos mais graves. Como alternativa, as mulheres podem usar pessários. Os pessários são dispositivos que elevam o útero ou a bexiga prolapsada. Isso diminui a pressão na bexiga.

Cuidados em casa

  • Limpe cuidadosamente a pele após um episódio de incontinência. Deixe a pele secar sozinha.
  • Facilite a chegada ao banheiro. Por exemplo, troque a mobília no lugar e remova os tapetes. Adicione luzes da noite no corredor e no banheiro.
  • Se necessário, tenha um penico à mão no quarto.


Open chat
Cuidador Virtual