A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Imobilização – Cuidados

Depois de um trauma ou uma torção, podemos ter de usar uma imobilização. Em especial nos casos em que o trauma resulta em fratura. É muito importante contar com a sua colaboração na manutenção da imobilização até o final do tratamento.
O gesso serve para manter a posição do local afetado em repouso ou na posição de redução. O gesso imobiliza uma articulação acima e outra abaixo da área a ser tratada.

CUIDADOS NECESSÁRIOS:

  1. Nas primeiras horas: observar a perfusão periférica e a mobilidade dos dedos, especialmente após reduções de fraturas.
  2. Elevar a extremidade imobilizada acima do nível do coração ajuda a melhorar o edema e alivia a dor. Caso não haja melhora da dor ou alterações da sensibilidade, pode ser necessário fender o gesso. Procure o médico.
  3. Orientar a família e a criança como proteger o gesso, não quebrá-lo ou deixá-lo molhado. Quando úmido ou molhado, ele perde a capacidade de manter a extremidade na posição adequada e, portanto, pode necessitar ser trocado.
  4. Também orientar a criança a não coçar a pele dentro do gesso com objetos pontiagudos, pois podem machucar a pele; e não deixar que coloque objetos pequenos dentro do gesso por brincadeira.

Autora: Dra. Patrícia Moraes de Barros Fucs
Fonte: Baseado no texto da autora no livro Manual de Urgências e Emergências em Pediatria.
Hospital Infantil Sabará – Ed. Sarvier