Hidrocele - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Hidrocele

Caracteriza-se pelo aumento do volume escrotal, sem acometimento da região inguinal. Geralmente, tem início insidioso, mas pode caracterizar-se por instalação abrupta.

O diagnóstico se faz com relativa facilidade, por se apresentar como quadro indolor e com sensação palpatória cística. Ao exame de transiluminação escrotal, observa-se presença de líquido na bolsa.

A ultrassonografia revela presença de líquido peritesticular. As hidroceles presentes desde o nascimento, e sem característica de variação de volume, geralmente não são comunicantes, isto é, apresentam conduto peritônio vaginal obliterado, sem indicação cirúrgica. Podem, também, ser observadas até sua total reabsorção, que ocorre por volta de 1 ano de idade.

As hidroceles que surgem após o nascimento, com característica de variação de volume, geralmente são comunicantes, isto é, apresentam conduto peritônio-vaginal patente, sendo necessária a correção cirúrgica eletivamente.

Autores: Dra. Fernanda Ghilardi Leão e Dr. Jovelino Quintino de Souza Leão
Fonte: Baseado no texto dos autores no Manual de Urgências e Emergências em Pediatria
Hospital Infantil Sabará – Ed. Sarvier



Tratamento

Opções de tratamento incluem: Espera em observação A hidrocele comunicante geralmente desaparece apenas durante o primeiro ano de vida. A hidrocele não comunicante também pode desaparecer sozinha ou com o tratamento da condição relacionada. Esperar pela observação implica um controle simples no caso de aparecerem mudanças. Aspiração O líquido pode ser extraído com uma agulha. Isto é aplicável a casos de hidrocele grande que causam desconforto ou obstrução. Em alguns casos, é necessário fazer a aspiração mais de uma vez, porque o fluido se acumula novamente. No caso de adultos com hidrocele, a aspiração do fluido pode preceder a escleroterapia. Uma agulha é inserida na mesma área com um agente esclerosante. O agente causa a formação de tecido cicatricial no canal, bloqueando assim o fluxo de fluido. Cirurgia Uma hidrocelectomia pode ser aconselhada se a hidrocele:
  • Persiste ou se desenvolve após o primeiro ano de vida.
  • Ela aumenta tanto que compromete o suprimento de sangue do testículo ou causa desconforto.
  • Está relacionado a uma hérnia.
No decorrer de uma hidrocelectomia para tratar uma hidrocele não comunicante, é feita uma incisão no escroto (ou na região da virilha). Quando a hidrocelectomia é feita para tratar uma hidrocele comunicante, essa incisão é feita na virilha. O fluido é drenado e o saco da hidrocele é removido. Normalmente, a cirurgia corrige o problema e não há recorrências.


Open chat
Cuidador Virtual