Eletroencefalograma (EEG) - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Eletroencefalograma (EEG)

EEG é a abreviação para “eletroencefalograma”, que é um exame que mede a atividade elétrica no cérebro e registra os padrões de ondas cerebrais.

Normalmente, as pessoas têm determinados padrões de ondas cerebrais quando acordam, dormem ou fazem atividades diferentes. Algumas condições podem causar padrões que podem chegar a ser anormais.
O médico pede um EEG para diagnosticar uma doença cerebral ou para obter mais informações sobre as condições do cérebro, tais como:

  • Convulsões: são ondas de atividade elétrica anormal no cérebro. Esse quadro faz uma pessoa desmaiar, se mover ou se comportar de forma estranha. Um EEG pode dar ao médico informações sobre essas crises.
  • Tumor cerebral: lesão cerebral, problemas de sono ou problemas de memória.
  • Cirurgia no cérebro: um médico também pode solicitar um eletroencefalograma para verificar a atividade cerebral de uma pessoa em coma.
  • Distúrbios do sono.

 

A criança deverá estar:

  • Com os cabelos limpos, secos e sem gel, para a colocação dos eletrodos no couro cabeludo.
  • Bem alimentada e, no cado das crianças pequenas que ainda mamam, deverão ser amamentadas, tanto no seio materno como na mamadeira, já na sala de exame, pois assim haverá a possibilidade de que durmam após a mamada.
  • Com sono, para dormir durante o exame. No caso de crianças que cochilam durante o dia, sugerimos que o exame seja realizado próximo ao horário do cochilo, que deverá ocorrer na sala de exame, e as crianças maiores deverão dormir menos que o de costume na noite anterior ao exame, acordar cedo no dia do exame e dormir somente na sala de exame. Se ela costuma dormir com uma fraldinha ou bicho de pelúcia, traga esse objeto. O importante é que fique muito confortável.

Dica importante: não permitir que a criança cochile, durma ou adormeça no trajeto até o Sabará Hospital Infantil, pois dificultará que ela durma durante o exame de EEG.

 

Para a realização do exame, serão colocados eletrodos com pasta condutora no couro cabeludo da criança. Os profissionais que realizam o procedimento fazem penteados coloridos para deixar a experiência mais lúdica.

A criança ficará na sala de exame acompanhada por um responsável. Poderá ficar no colo, na cama ou vendo televisão.

O ideal é que a criança fique um tempo acordada e um tempo dormindo, possibilitando a análise dos estados de vigília, sono e despertar. Por isso, a criança deve ficar bastante confortável, trazer um objeto de apego (travesseirinho, bichinho de pelúcia, por exemplo), e a mamadeira, para aqueles que ainda mamam.

A sala tem uma temática infantil, com tons claros, estrelas e astronauta, para deixar os pequenos bastante confortáveis.

O profissional que realiza o exame permanece numa sala ao lado, deixando a família à vontade.

O exame no Hospital Sabará costuma durar cerca de uma hora, pois aguarda sem pressa a criança se acalmar, dormir e acordar.

O procedimento é indolor e realizado sem sedação.

No caso de crianças internadas, o aparelho é levado até o quarto onde o paciente está, para ser realizado à beira do leito. Todas as orientações têm que ser seguidas.



Open chat
Cuidador Virtual