Cálculo Renal (Pedra no Rim) - Hospital Sabará
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Cálculo Renal (Pedra no Rim)

Pedras nos rins são pequenos depósitos de minerais e sais que se acumulam dentro dos rins. Elas podem ficar alojadas no trato urinário e obstruir o fluxo de urina. Embora a maioria das pedras não vá causar danos a longo prazo para seu filho, pedras nos rins passando pelo canal urinário podem ser extremamente dolorosas.

Pedras não são comuns em crianças, mas elas estão ficando cada vez mais frequentes, seja pelas anormalidades subjacentes do trato urinário (podem incluir obstruções do rim e do ureter ou doenças como a espinha bífida) ou por refletir fatores de estilo de vida, como a obesidade, dietas com excesso de sal e o fato de a criança não beber água o suficiente.

Se o seu filho desenvolve pedras nos rins, pode ser preciso mudar sua dieta e seus padrões de hidratação, para que a situação se normalize. Raramente, uma criança tem uma condição médica subjacente que faz o corpo desenvolver pedras. Nesse caso, seu filho pode ter de lutar com pedras durante toda a vida.

Pedras podem se formar em crianças de qualquer idade, mas, geralmente, elas acontecem em crianças em idade escolar e em idosos. Também vemos bebês prematuros com o problema, pelo uso de medicamentos. Os meninos são um pouco mais propensos a desenvolver pedras nos rins do que as meninas.

Os sintomas podem variar de zero, no caso de pedras silenciosas (pedras que ainda estão no rim e não se deslocaram para o ureter), para dor, devido à obstrução urinária.

  • dor no abdome, flanco (lateral), costas ou virilha
  • sangue na urina
  • micção frequente
  • náuseas e/ou vômitos

Tenha em mente que pedras nos rins afetam as crianças de formas diferentes.
Qualquer criança com dor acompanhada de sangue na urina – mesmo que seja só um pouco – deve ser avaliada por um médico.

Algumas doenças raras podem resultar de problemas metabólicos inatos, o que significa que seu filho tem uma doença genética que leva o corpo a criar essas pedras. A história familiar de pedras nos rins predispõe os outros membros da mesma família a também terem pedras nos rins.



Tratamento

O tratamento depende do tamanho e localização dos cálculos renais. O tratamento pode incluir:

Água

Para cálculos renais pequenos, fazer com que seu filho beba muita água ajudará seu corpo a eliminar pedras na urina. O médico pode lhe dar um recipiente especial para pegar o cálculo ao removê-lo, para que possa ser analisado. Se o seu filho tiver dificuldade em reter líquidos, pode ser necessário que você seja hospitalizado para receber fluidos através de um IV. O médico também pode dizer ao seu filho sobre analgésicos e antibióticos até que a pedra seja removida.

Cirurgia

Uma cirurgia pode ser necessária se o cálculo:
  • É muito grande ou está crescendo
  • Causa sangramento ou ferimentos no rim
  • Causas de infecção
  • Bloqueia o fluxo urinário
  • Não é removido sozinho
Tipos de cirurgia incluem:
  • Colocação de um stent: usado para permitir que a urina passe
  • Ureteroscopia e cesta para cálculos ou litotripsia com laser: uma câmera é usada para localizar o cálculo.
    • Cesta para cálculos: uma pequena cesta é usada para extrair o cálculo.
    • Litotripsia a laser: o cálculo é dividido em pequenos fragmentos com um laser se for muito grande para extraí-lo.
  • Litotripsia extracorpórea por ondas de choque (LECO) : usa ondas de choque para quebrar pedras que são grandes demais para serem removidas.
  • Nefrolitotomia percutânea: utiliza um telescópio localizado através de um pequeno tubo nas costas para remover uma grande pedra
  • Litotomia: cirurgia aberta para extrair uma pedra (muito raro hoje em dia)
Se o seu filho for diagnosticado com pedras nos rins, siga as instruções do médico.