Amigdalas - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Amigdalas

Qual a função da amigdala?

As amigdalas, ou tonsilas palatinas, são órgãos de tecido linfoide, que fazem parte de um grupo de órgãos semelhantes chamado anel linfático de Waldeyer. Elas atuam no sistema imune, regulando e mediando a resposta contra agressões como vírus, bactérias etc. Elas ficam localizadas estrategicamente na garganta para atuar rapidamente contra invasores deglutidos ou inalados.

 

Por que elas inflamam?

Pela sua localização, sempre que um microorganismo como um vírus chega na garganta, a amigdala é ativada e passa a produzir uma série de mediadores inflamatórios que irão auxiliar no combate ao invasor. Isto e o aumento do fluxo sanguíneo local causam a sensação de inflamação.

 

Quais os casos de inflamações mais comuns e os mais graves?

As inflamações mais comuns são as causadas por vírus. Costumam ser auto-limitadas, ou seja, melhoram espontaneamente. As infecções bacterianas são mais graves, produzindo dor intensa, febre e podendo causar complicações como abcessos, problemas nos rins e no coração.

 

Quando é necessário operar?

A remoção das amigdalas está indicada nos casos de infecções bacterianas de repetição, quando as amigdalas são muito aumentadas e atrapalham a respiração e a alimentação, e quando existe um acúmulo de restos de alimento nas criptas amigdalianas causando mau-hálito. Além disso, após um caso de abcesso pode ser necessária a remoção também. Finalmente quando há suspeita de um tumor no local.

 

Como é a recuperação dessa cirurgia?

A cirurgia de amigdalas, quando realizada em crianças, costuma ter um pós operatório tranquilo. Durante uma semana existe um pouco de dor, mas que é bem controlada com analgésicos. Também há necessidade de repouso e de uma dieta específica. Após uma semana, a criança retoma as atividades normais.

 

 

Se não for feita a cirurgia, quais os tratamentos recomendados em caso de amigdalite?

Inicialmente diagnosticar se é viral ou bacteriana. No primeiro caso, analgésicos, repouso e hidratação são suficientes. Casos bacterianos necessitam de antibióticos.

 



Open chat
Cuidador Virtual