Por que fazer pesquisa em saúde da criança com especial referência ao COVID-19

Há três grandes grupos de pesquisa: acadêmica, de denúncia (com foco de promover mudanças) e operacional.

Os objetivos da pesquisa acadêmica incluem identificar determinantes de doenças ou problemas de saúde, testar novos medicamentos e vacinas, além de avaliar novos métodos diagnósticos. Um exemplo foi o estudo da associação entre aleitamento materno e inteligência da criança. Foi identificado aumento médio na pontuação no QI, sendo 3.4 pontos em todos os 18 estudos, além de 2.8 pontos em nove estudos controlados pelo QI da mãe. Todos os estudos controlaram a estimulação da criança. É claro que é muito importante considerar diversas variáveis, como escolaridade e rendas familiares.

As vantagens da pesquisa acadêmica incluem ser um estímulo intelectual para o pesquisador, contribuindo para o avanço profissional, promover o pesquisador, podendo ou não influenciar práticas e políticas. As desvantagens incluem o fato de a pesquisa poder ser pouco lida e citada, além da falta de resultados práticos e imediatos.

Há também tipo de pesquisa de denúncia, com objetivo de divulgar novos ou lembrar de antigos problemas de saúde. Pode demonstrar iniquidades em saúde, especialmente em diferentes gêneros, raça e classe social. Também pode identificar iniquidades no acesso à assistência médica.

Suas vantagens incluem enfatizar o papel social da ciência e identificar os determinantes distais do processo saúde-doença (o que está no começo da cadeia causal). As desvantagens são a ausência de resultados práticos à curto prazo, falta de retorno a população e repetição do que a população acredita ser óbvio.

O último tipo de pesquisa é a operacional. Tem como objetivos medir níveis de saúde para subsidiar planejamento, desenvolver padrões de normalidade, avaliar programas de saúde e testar a efetividade de um medicamento, vacina e campanha educacional em nível populacional. É um exemplo clássico as curvas de crescimento da OMS, que foi um estudo multicêntrico. Atualmente, são utilizados tais gráficos em 150 países para acompanhamento de crescimento.

Por fim, as vantagens da pesquisa operacional incluem resultados com mudanças palpáveis, financiamento palpável e fácil, bem como o estímulo intelectual também importante. Já as desvantagens incluem: o pesquisador não escolher o tópico, os resultados podem ser ignorados ou distorcidos e pouco contribuem para o avanço profissional.