Conheça a história da pequena Rebeca que conseguiu superar a ENC - Hospital Sabará
Conheça a história da pequena Rebeca que conseguiu superar a ENC
Depoimento

Conheça a história da pequena Rebeca que conseguiu superar a ENC

A pequena Rebeca Eloá Zanoni Barroso, hoje com 07 meses, é considerada pela mãe um grande presente. Filha do segundo casamento, a gravidez de Amanda Zanoni Muniz foi bastante tranquila, sem intercorrência grave.

O susto aconteceu no nascimento de Rebeca. A bebê nasceu prematura e, no 6º dia de vida, começou a apresentar sangramento nas fezes, estômago distendido e vômito bilioso ainda na UTI, para onde foi assim que veio ao mundo.

“Ficamos chocados, sem saber o que fazer. Não entendíamos como uma bebê que nasceu prematura, e estava correndo tudo bem, sendo que no 4º dia tirou o suporte respiratório, em seguida já apresentou quadro de Enterocolite Necrosante grave e no 7º dia estava indo para sua primeira cirurgia”, conta a mãe Amanda Zanoni Muniz.

A Enterocolite Necrosante é um quadro inflamatório do trato gastrointestinal progressiva que pode levar a múltiplas cirurgias e uma internação prolongada.

Rebeca passou por quatro cirurgias seguidas e, por apresentar várias vezes perfurações no intestino, o intestino precisou ser reduzido de tamanho. Os médicos chegaram a dizer para os pais que, por não terem um tratamento adequado na região em que estavam (Espírito Santo), achavam difícil ela sobreviver. “Foi muito duro ouvir os médicos dizerem que a família deveria vir se despedir, que ela não sobreviveria”, lembra Amanda.

Como os pais nunca tinham ouvido falar sobre a Enterocolite Necrosante e os médicos também não davam nenhuma perspectiva, Amanda começou a pesquisar sobre o assunto até que chegou a um grupo de mães que citou o Sabará como referência no tratamento de reabilitação intestinal. “Aqui as pessoas não sabem nada sobre essa doença, que existe tratamento para ela. Eu dei um jeito de vir para São Paulo”, explica a mãe.

E foi com o objetivo de encontrar uma esperança para a filha que Amanda fez contato com a Dra. Maria Paula Coelho, coordenadora da equipe de Reabilitação Intestinal do Sabará Hospital Infantil, que, imediatamente começou a acompanhar a Rebeca que ainda estava na UTI, no Espírito Santo.

Amanda recebeu da médica da UTI um laudo em que afirmava que não tinham condições de tratar o intestino curto da Rebeca, que acabou acontecendo por conta da Enterocolite, liberando ela para realizar o tratamento no Sabará.

A linha de Cuidados em Reabilitação Intestinal do Sabará Hospital Infantil conta com uma equipe multidisciplinar com mais de 32 especialidades pediátricas, entre elas fonoaudiólogas, nutricionistas e gastroenterologista, enfermeiras, para planejar um tratamento individualizado e ajustado à necessidade de cada criança. A Reabilitação Intestinal é o conjunto de cuidados especializados, clínicos e cirúrgicos, com o objetivo de promover adaptação intestinal ao paciente em falência intestinal, reduzindo ou suspendendo a necessidade de suporte nutricional pela veia, resgatando a capacidade intestinal de digerir e absorver os nutrientes necessários. O Programa Avançado de Tratamento da Insuficiência Intestinal (PATII), um dos únicos em todo o Brasil, liderado pela Dra. Maria Paula Coelho e Dr. Rogério Carballo atende crianças portadoras sequelas da Enterocolite ou outras doenças causadoras de insuficiência intestinal, que dependem de suporte nutricional através da veia, chamado de nutrição parenteral.

Atualmente, Rebeca que está há 4 meses em acompanhamento com a equipe da Reabilitação Intestinal no Sabará e está se recuperando a cada dia. “Depois decidi trazer minha filha para São Paulo e desde então, ela tem melhorado diariamente. Já teve ganho de peso, aumento a estatura e já iniciou a introdução alimentar. Estamos bastante felizes com o resultado e somos muito agradecidos por tudo que a Dra. Maria Paula e a equipe têm feito por ela”, diz Amanda.

 

Agende agora sua consulta pelo nosso Cuidador Virtual