Amamentação: Santiago volta a mamar durante internação no Sabará

Nessa Semana Mundial da Amamentação, conversamos com a Roberta, mãe do Santiago, sobre como foi a experiência dela com o seu pequeno aqui no Sabará Hospital Infantil durante esse período de internação. Confira o depoimento:

“Desde que descobri a minha gravidez, procurei me cuidar bastante pra que eu pudesse ter leite para alimentar meu filho, porque eu sabia da importância do aleitamento materno e do vínculo forte quando amamentamos.

Quando ele pegou pela primeira vez, eu senti uma emoção tão grande que mexeu muito comigo. A coisa que eu mais gosto de fazer no dia é amamentar. Quando ele tinha uns 4 meses, a pega dele já não estava sendo tão boa como antes, meu peito feriu e fiquei com mastite tardia. Toda a dificuldade que as mulheres têm no início da amamentação, tive depois.

Hoje eu sei que isso aconteceu por causa do quadro respiratório dele, que interferiu e ele não conseguia mamar. Tive que começar a tirar o leite com a bombinha e dar na mamadeira, e isso me deixou muito triste, pois achava que ele não ia mais pegar o peito. Quando viemos para o Hospital, teve uma fase que ele tomava muito pouco. Mesmo assim, eu continuei tirando leite porque eu sabia que isso era importante até pra recuperação dele.

Depois desse período, ele pegou logo na primeira vez. Foi incrível, foi só colocar ele no peito que ele lembrou e começou a mamar. As pessoas falam pra que eu pare de amamentar, mas eu falo que não, eu vou amamentar até o dia que ele quiser e isso é um esforço meu diário. Eu faço tudo pra que ele fique com o leitinho dele.

Eu não me arrependo de nada da dor que eu senti, nem de tudo que passei pra vê-lo mamando novamente. É único esse laço, bonito, emocionante… Às vezes ele põe a mãozinha assim e fica me segurando. É tão lindo, sabe? É muito gostoso.”

 

Foto: Roberta e o pequeno Santiago

 

 

Autor: Vanila Pontes

Atualizado em: 07/8/2019