A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Síndrome de Down

A Síndrome de Down é considerada a alteração genética mais frequente e sua ocorrência entre recém-nascidos vivos de mães com até 27 anos é de 1 a cada 1.200. Em mulheres de 30 a 35 anos, é de 1 a cada 365; depois dos 35 anos, a frequência aumenta mais rapidamente. Entre 39 e 40 anos, é de 1 a cada 100; e, depois dos 40 anos, torna-se ainda maior. No geral, é de 1 a cada 700 nascido vivos. No Brasil, estima-se que deve haver cerca de 400 mil pessoas com a alteração genética. Ela acomete todas as etnias e grupos socioeconômicos igualmente.

Trata-se de uma condição genética conhecida há mais de um século, descrita por John Langdon Down, em 1866. As pessoas com a síndrome apresentam, em consequência, retardo mental (de leve a moderado) e alguns problemas clínicos associados, como cardiopatia congênita (40%), hipotonia (flacidez muscular) em 100% dos casos; problemas auditivos (50% a 70%); de visão (15% a 50%); distúrbios da tireoide (15%); problemas neurológicos (5% a 10%); obesidade e envelhecimento precoce; problemas imunológicos; e maior propensão a câncer e leucemias.

Nas pessoas normais, existem 23 pares de cromossomos que constituem o nosso genótipo, mas, no caso da Síndrome de Down, há um material cromossômico excedente ligado ao par de número 21. Daí o nome “trissomia do 21”.
Não existem graus de Síndrome de Down, o que existe é uma leitura desse padrão genético por cada indivíduo, como ocorre com todos nós. Existem 3 tipos de alterações:

  • A trissomia livre (92% dos casos) é quando a constituição genética desses indivíduos é caracterizada pela presença de um cromossomo 21 extra em todas as suas células.
  • Já as pessoas com Síndrome de Down por mosaicismo (3% a 4%) terão 46 cromossomos em algumas células e 47 em outras (número ocasionado pelo cromossomo 21 adicional). Nessa situação, a proporção dos problemas físicos ocasionados pela trissomia pode variar em consequência da proporção de células com 47 cromossomos.
  • E, finalmente, o terceiro tipo: a translocação (3% a 4% dos casos), quando o material genético sobressalente pode estar associado à herança genética, mas é muito raro. Nesse caso, todas as células possuem 46 cromossomos, no entanto, parte do material do cromossomo 21 adere-se ou se transloca para algum outro cromossomo. Esse fato pode acontecer antes ou durante o momento da concepção. Nessas situações, as células dos indivíduos com Síndrome de Down têm dois 21 normais. No entanto, encontramos também material proveniente do 21 aderido a algum outro cromossomo, o que dá ao indivíduo as características da alteração genética.

O diagnóstico geralmente é feito no berçário, mas existem exames que podem ser realizados durante o pré-natal:

Amostra de vilo corial: retira-se uma amostra do tecido placentário, obtido por meio vaginal ou pelo abdome. Nesse exame, há risco de aborto.

Amniocentese: coleta-se líquido amniótico, que será observado em uma análise cromossômica. O líquido amniótico é retirado por uma agulha inserida na parede abdominal até o útero. Nesse exame, o risco de aborto é menor.

Dosagem de alfafetoproteína materna: sabe-se que o nível baixo de alfafetoproteína no sangue materno indica desordens cromossômicas, em particular a Síndrome de Down. Se o nível baixo for detectado, outros exames deverão ser realizados.

A criança com Down pode viver normalmente. Alguns podem aprender a ler, escrever e a fazer tarefas e, muitas vezes, trabalhar em empresas. Os cuidados com quem possui a Síndrome de Down não se diferenciam em nada dos destinados a crianças que não possuem essa alteração genética. Especialistas recomendam aos pais que estimulem o pequeno a ser independente, conforme cresce. Ele deve ser tratado com naturalidade, respeito e carinho. Embora, na fase adulta, a pessoa com Síndrome de Down não consiga atingir níveis avançados de escolaridade, ela consegue trabalhar, praticar esportes, viajar etc.

Autor: Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Genética Médica – segunda edição: Jorde, Carey, Bahshad, White – Guanabara Koogan, 1999
Links: www.fsdown.org.br e www.portalsindromededown.com



Experiências de vida sobre Síndrome de Down

Quer compartilhar suas experiências?

Envie sua mensagem abaixo:

Ao clicar em continuar você concorda com os termos de utilização.

Termos de Utilização

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Saepe molestias tempora repudiandae nam, sequi. Fugiat sunt quasi facilis, asperiores sint aliquam, dolor impedit ex distinctio praesentium minima, aut explicabo nesciunt. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio pariatur nam voluptatibus tenetur dolore. Similique commodi minima quaerat voluptatum molestias, dolorem, accusantium dicta hic delectus nihil, voluptas doloremque molestiae qui.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Saepe molestias tempora repudiandae nam, sequi. Fugiat sunt quasi facilis, asperiores sint aliquam, dolor impedit ex distinctio praesentium minima, aut explicabo nesciunt. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio pariatur nam voluptatibus tenetur dolore. Similique commodi minima quaerat voluptatum molestias, dolorem, accusantium dicta hic delectus nihil, voluptas doloremque molestiae qui.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Saepe molestias tempora repudiandae nam, sequi. Fugiat sunt quasi facilis, asperiores sint aliquam, dolor impedit ex distinctio praesentium minima, aut explicabo nesciunt. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio pariatur nam voluptatibus tenetur dolore. Similique commodi minima quaerat voluptatum molestias, dolorem, accusantium dicta hic delectus nihil, voluptas doloremque molestiae qui.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Saepe molestias tempora repudiandae nam, sequi. Fugiat sunt quasi facilis, asperiores sint aliquam, dolor impedit ex distinctio praesentium minima, aut explicabo nesciunt. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio pariatur nam voluptatibus tenetur dolore. Similique commodi minima quaerat voluptatum molestias, dolorem, accusantium dicta hic delectus nihil, voluptas doloremque molestiae qui.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Saepe molestias tempora repudiandae nam, sequi. Fugiat sunt quasi facilis, asperiores sint aliquam, dolor impedit ex distinctio praesentium minima, aut explicabo nesciunt. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio pariatur nam voluptatibus tenetur dolore. Similique commodi minima quaerat voluptatum molestias, dolorem, accusantium dicta hic delectus nihil, voluptas doloremque molestiae qui.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Saepe molestias tempora repudiandae nam, sequi. Fugiat sunt quasi facilis, asperiores sint aliquam, dolor impedit ex distinctio praesentium minima, aut explicabo nesciunt. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio pariatur nam voluptatibus tenetur dolore. Similique commodi minima quaerat voluptatum molestias, dolorem, accusantium dicta hic delectus nihil, voluptas doloremque molestiae qui.