A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Teratomas

Um teratoma é um tumor congênito (presente antes do nascimento) formado por diferentes tipos de tecido.
Teratomas em recém-nascidos são geralmente benignos e não se espalham pelo organismo. Eles podem, no entanto, ser malignos, dependendo da maturidade e de outros tipos de células que podem estar envolvidos.

Teratomas benignos tendem a crescer de forma agressiva, embora não se propaguem, enquanto os teratomas malignos tendem a crescer de forma agressiva e se espalhar para outras partes do corpo.

O que causa teratomas?
A causa da maioria dos teratomas não é completamente compreendida. Teratomas são frequentemente associados com uma série de defeitos hereditários que afetam o sistema nervoso central, trato geniturinário e inferior da coluna.

Os sintomas estarão relacionados com a localização do tumor, sendo os mais comuns:

  1. Um tumor, inchaço ou massa, que pode ser sentido ou visto.
  2. Níveis elevados de alfafetoproteína (AFP) e níveis elevados de betagonadotrofina coriônica humana (B-HCG) (exames de sangue).
  3. Constipação, incontinência, fraqueza nas pernas (se for de um segmento da coluna vertebral que forma a parte superior da pélvis).

O tumor, muitas vezes, pode ser visto no ultrassom pré-natal e, para o diagnóstico, é necessário fazer:

  • Biópsia. Uma amostra de tecido retirado do tumor e examinado ao microscópio.
  • Hemograma completo e exames de sangue adicionais. Podem incluir análise bioquímica do sangue, avaliação de funções hepáticas e renais e estudos genéticos.
  • Vários estudos de imagem, incluindo: tomografia computadorizada, ressonância magnética, raio X e ultrassom (também chamado de ultrassonografia).

Qual o tratamento para um teratoma? O tratamento específico para teratoma depende do tipo de teratoma que seu filho tem. O tratamento geralmente inclui:

  • Cirurgia. A biópsia e remoção cirúrgica de tumores ou órgãos envolvidos, realizadas por um cirurgião pediátrico.
    Se o tumor é maligno, o tratamento também pode incluir:

    1. Quimioterapia
    2. Radioterapia
    3. Cuidados de suporte. Qualquer tipo de tratamento para prevenir e tratar infecções, efeitos secundários dos tratamentos e as complicações – e para manter seu filho confortável durante o tratamento.