Telemedicina do Sabará leva assistência em saúde e acolhimento até a casa dos pacientes   - Hospital Sabará
Telemedicina do Sabará leva assistência em saúde e acolhimento até a casa dos pacientes  
Notícias

Telemedicina do Sabará leva assistência em saúde e acolhimento até a casa dos pacientes  

Telemedicina do Sabará leva assistência em saúde e acolhimento até a casa dos pacientes  

 

Uma mãe viajou de sua cidade de origem, Salvador, até São Paulo para ajudar a irmã que estava com o filho internado no Hospital Infantil Sabará para uma cirurgia. Porém, depois de chegar à capital paulista, seu próprio filho começa a apresentar alguns sintomas relacionados à Covid-19. Longe de casa, sem cobertura do plano de saúde em outro estado e com a preocupação da suspeita do coronavírus, o que fazer?

 

Essa situação foi vivida pela Thais Aguiar, em agosto de 2020. Na busca por um amparo rápido, acessível e sem riscos de expor outras pessoas à possível contaminação, ela procurou pela teleconsulta de urgência no nosso hospital. Thais conta que nunca havia passado antes por um atendimento on-line, e que se surpreendeu com a experiência: “Eu achei que ia ser uma consulta bem automática, sabe? Eu achei que a médica ia chegar, perguntar qual sintoma, solicitar o teste pra gente fazer, mas não. Ela foi super atenciosa e carinhosa, e eu achei bacana que ela conversou diretamente com o meu filho e não só com a gente.”

 

A conexão compartilhada pela mãe também é sentida pela Dra. Ana Maria Cocozza, pediatra que fez o atendimento do Tito, filho da Thais. A médica fala que a prática da telemedicina também trouxe para ela uma nova visão sobre as possibilidades de interação criadas pela consulta à distância: “Independentemente de você não ter o contato físico, o fato de você olhar para aquela mãe e às vezes ver um pedaço da casa, alguma coisa da família, passa algum conhecimento que na consulta no pronto-socorro você nunca teria. Tem alguma imagem a mais que te vem porque você entra na casa das pessoas; gera um vínculo.”  

 

Humanização também faz parte das teleconsultas 

 

Um dos receios dos pais quanto às consultas remotas é exatamente que a relação entre médico-paciente possa se tornar mais fria e objetiva. Porém, um dos pontos centrais de um atendimento humanizado é a disponibilidade do profissional de saúde em proporcionar uma boa escuta, abrindo espaço confortável de diálogo para que os pais e o paciente possam se expressar livremente e tirar suas dúvidas. 

 

Nesse sentido, Thais reforça como a intermediação da tela não a impediu de receber um cuidado empático e individualizado. “Eu senti que a médica tinha um compromisso ali de entender quem era pessoa do outro lado que, provavelmente estava aflita, e que no caso era eu, a mãe”, relata.  

 

A humanização é para o Hospital Infantil Sabará um valor transversal, ou seja, faz parte de todos os nossos processos. Antes de começarmos a incorporar a telemedicina no nosso dia a dia, realizamos um amplo treinamento do corpo clínico, tanto de preparo técnico do uso da plataforma utilizada para os atendimentos, como também no estabelecimento de alguns critérios durante as consultas. Uma das condições, por exemplo, é que a criança sempre esteja presente durante o atendimento. Para nós, é fundamental garantir que a qualidade do atendimento presencial seja a mesma oferecida para as famílias na consulta virtual. 

   

E hoje, nos sentimos muito felizes ao constatar que estamos levando assistência em saúde para a casa dos nossos pequenos e mantendo os compromissos da nossa instituição. A avaliação feita pela Thais demonstra isso. “Não imaginei que uma consulta on-line pudesse ser tão acolhedora”, revela a mãe. 

 

Teste para pacientes com suspeita de Covid-19

 

O Tito foi com a Thaís depois ao nosso hospital somente para realizar o teste PCR, que, felizmente, teve resultado negativo. No Sabará, temos um fluxo rápido e eficiente para a realização do exame em pacientes que apresentam sintomas leves da doença

 

Já na triagem a criança é direcionada para área de espera com sofás separados por divisórias e em um ambiente diferente das crianças com outras queixas. Após a coleta do exame, seu pequeno estará liberado para ir para casa, seguindo as recomendações de permanecer em isolamento social até o resultado ficar pronto.

 

Caso o resultado seja positivo, em até 48h, um profissional da nossa equipe de telemedicina entrará em contato, com a orientação de cuidados a ser seguida. Dessa forma, evitamos idas desnecessárias ao pronto-socorro e reduzimos a circulação de pessoas contaminadas no hospital e na comunidade. Reorganizamos nossa estrutura de atendimento para oferecer mais segurança e amparo aos nossos pequenos e seus familiares. 

   

 

Atendimento em casa mais conforto e segurança 

 

Quando a criança está com algum mal-estar, sair de casa pode deixá-la ainda mais incomodada. Em casos simples de urgência como irritações na pele, rinite alérgica, constipação e diarreia, a teleconsulta é uma forma mais tranquila e eficaz de levar os cuidados necessários que os pequenos precisam, sem sair de casa. Todos os dias nossos pediatras do pronto-socorro estão disponíveis para atendimentos on-line, inclusive, nos finais de semana e feriados. 

 

A doutora Cocozza ressalta o quanto a telemedicina é uma opção muito mais favorável para as crianças nessas situações e também para os pais, pois recebem orientação especializada e não precisam se preocupar com toda a logística de levar os filhos ao hospital. “É lógico que a criança vai estar melhor na casa dela, no seu aconchego, do que no pronto-socorro se ela tiver que tomar uma medicação que é via oral. Com certeza, vai ser melhor pra todo mundo. E quantas crianças não vão parar no pronto-socorro e só recebem isso?”, pondera a pediatra. 

 

Thais, que teve sua primeira teleconsulta em decorrência de uma situação inesperada, conta que depois buscou repetir a experiência. Já de volta a Salvador, posteriormente, sua filha precisou de atendimento, e ela mesma propôs para a médica – que já a acompanha – aderir à modalidade. “Confesso que se não fosse aquela circunstância eu não pensaria em fazer uma consulta on-line, sabe? Mas depois da primeira experiência que tive com essa pediatra do Sabará, eu abri minha mente. Eu entendi que é uma coisa totalmente possível e não fica aquela coisa fria. Foi uma experiência bem positiva”, compartilha.    

 

Teleconsulta pode terminar em atendimento presencial?

 

A maioria dos casos simples que chega ao pronto-socorro pode ser solucionada com orientação feita remotamente pelo pediatra. Entre abril de 2020 e agosto de 2021, foram realizadas 874 teleconsultas de urgência. Desses atendimentos, mais de 80% foram resolvidos totalmente via teleconsulta, com o médico passando uma prescrição ou orientação, sem necessidade da criança ir à unidade hospitalar.

 

No entanto, quando for preciso algum exame específico ou outra avaliação que não possa ser feita virtualmente, os pais receberão a indicação para o atendimento presencial da criança. Nossos profissionais de saúde são capacitados para reconhecerem essas situações.     

 

A Dra. Cocozza avalia que um dos grandes ganhos alcançados pela telemedicina no cuidado ao paciente é poder oferecer aos pais uma orientação mais rápida sobre o estado de saúde dos seus filhos. “Eu acho extremamente útil você falar: ‘Não precisa ir no pronto-socorro’ ou ‘precisa ir’, porque esse precisa ir não é que a consulta de telemedicina falhou. É que ela tem uma capacidade, se a criança precisa de um exame, precisa receber um soro, é lógico que pela telemedicina não é possível, mas você consegue controlar às vezes um vômito em casa, mas com aconselhamento e uma medicação”, explica a pediatra. 

 

Mais tecnologia nas teleconsultas 

 

Além das teleconsultas de urgência, nossa equipe do Centro de Excelência também está disponível para atendimentos à distância. Ao todo, são mais de 20 especialidades pediátricas, entre elas cardiologia, aerodigestivo, neurologia, endocrinologia e nutrição. 

 

E para trazer ainda mais qualidade e segurança às consultas feitas por telemedicina, investimos em recursos inovadores. Agora o Sabará conta com o TytoCare – um kit tecnológico portátil que permite a realização de exame físico à distância, basta ter sinal de internet.

 

A ferramenta já tem sido utilizada por crianças que fizeram cirurgia cardíaca no Sabará e necessitam de monitoramento contínuo. Com o uso do equipamento, mesmo com o paciente em casa, é possível avaliar o coração, pulmão, abdômen, bem como estruturas do ouvido e garganta, além da temperatura.

 

Como isso é possível? O TytoCare é composto por um aparelho central, que conta com câmera de alta resolução, e acessórios acopláveis capazes de captar imagens e sons de áreas específicas. Esse dispositivo, associado a um aplicativo de celular, se conecta à plataforma de atendimento pela internet. Ao receber o kit em casa, o responsável pela criança utiliza o aparelho para enviar as informações em tempo real para o médico que realiza a teleconsulta. Os dados ainda ficam salvos no histórico do paciente. 

 

Para conhecer mais sobre como temos usado a telemedicina para oferecer assistência aos nossos pequenos pacientes e orientação aos pais, acesse os links abaixo:

 

Telemedicina: como o Sabará se conectou ainda mais aos pacientes durante a pandemia

https://www.hospitalinfantilsabara.org.br/telemedicina-como-o-sabara-se-conectou-ainda-mais-aos-pacientes-durante-a-pandemia/ 

 

Pacientes com doença renal crônica fazem acompanhamento por telemedicina

https://www.hospitalinfantilsabara.org.br/pacientes-com-doenca-renal-cronica-fazem-acompanhamento-por-telemedicina/

 

PS do Sabará inova e recebe o 3º lugar em Premiação por uso da Telemedicina

https://www.hospitalinfantilsabara.org.br/ps-do-sabara-inova-e-recebe-o-3o-lugar-em-premiacao-por-uso-da-telemedicina/ 

 

Um hospital durante a pandemia: como o Sabará se adaptou a esta nova era

https://www.hospitalinfantilsabara.org.br/as-licoes-de-uma-pandemia-que-mudou-tambem-o-mundo-hospitalar/ 

 

Open chat
Cuidador Virtual