Leptospirose - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Leptospirose

Doença aguda causada por bactérias patogênicas do gênero Leptospira, transmitida ao homem pelo contato direto ou indireto com a urina de animais infectados (em geral ratos e ratazanas).

Ocorrência no Brasil:
Em todos os meses do ano, em todas as regiões do País, com maior frequência nos meses com maior índice de chuvas regionais e ocorrência de surtos, principalmente em centros urbanos.

Áreas urbanas:
aglomeração populacional de baixa renda, em condições inadequadas de saneamento e alta infestação de roedores infectados.

Áreas rurais:
pouco conhecimento epidemiológico.

É uma doença infecciosa febril de início abrupto, cujo espectro pode variar desde um processo inaparente até formas graves.

A leptospirose apresenta-se com início abrupto de febre, calafrios, mialgia e dor de cabeça em 75% a 100% dos pacientes, após um período de incubação de 2 a 26 dias (média de 10 dias). De 25% a 35% dos casos têm uma tosse não produtiva associada e cerca de 50% sentem náuseas, vômitos e têm diarreia. Outros sintomas menos comuns incluem artralgias, dores ósseas, dores de garganta e dor abdominal. Colecistite acalculosa pode ocorrer em crianças.

Sua ocorrência está relacionada às precárias condições de infraestrutura sanitária e alta infestação de roedores infectados. As inundações propiciam a disseminação e a persistência do agente causal no ambiente, facilitando a ocorrência de surtos.



Tratamento

Pergunte ao seu médico sobre o melhor plano de tratamento para você. Opções de tratamento incluem:
  • Antibióticos:
    • Penicilina
    • Tetraciclina
    • Cloranfenicol
    • Eritromicina


Open chat
Cuidador Virtual