Intolerância à lactose - Hospital Sabará
 
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Intolerância à lactose

Intolerância à lactose – como lidar com esse problema?

Essa doença é causada pela falta da enzima “lactase”, responsável pela “digestão” do açúcar do leite (lactose) e seus derivados. Esse problema quase sempre é hereditário e, nestes casos, essa deficiência primária em lactase é um problema que dura a vida inteira, sendo necessário substituir o leite e seus derivados na dieta. Mas também existe outro tipo de intolerância à lactose chamada de “secundária”. Essas formas são adquiridas e podem ser transitórias, como, por exemplo, as complicações de diarreias infecciosas intensas, que provocam alterações na mucosa do intestino, com diminuição da quantidade de lactase, podendo haver recuperação com o passar do tempo.

É importante diferenciar a intolerância à lactose de outro quadro chamado alergia às proteínas do leite de vaca. Neste último, ocorre uma reação inflamatória alérgica, com formação de anticorpos contra essas proteínas e com possíveis manifestações no sistema digestório e em outros locais, como pele e trato respiratório. A diferença pode ser estabelecida pela história clínica e pesquisa de anticorpos contra as proteínas do leite de vaca (no sangue ou na pele), além de prova terapêutica que consiste na exclusão das proteínas e observação da melhoria dos sintomas.

A intolerância à lactose pode ser facilmente controlada excluindo-se os alimentos que contêm lactose, como leite e derivados, permitido que a criança ou o adulto tenha uma vida saudável.

Dicas sobre a dieta

  • Alimentos permitidos: carnes, vegetais, frutas, gorduras, óleos, açúcares (exceto lactose).
  • Grupo dos pães, massas e cereais: observar se, na composição dos pães e massas, não incluam leite e seus derivados.
  • Grupo do leite, iogurte e queijos: EVITAR todos os produtos que contenham lactose. Alguns leites já são produzidos sem lactose. No caso dos queijos, pode-se optar pelos à base de soja (como o tofu). Nos iogurtes, deve-se seguir a orientação médica (algumas crianças reagem bem à lactose fermentada desses produtos, outras não).
  • Habitue-se a ler as embalagens de TODOS os produtos que adquirir para seu filho (sopas, pães, biscoitos, “papinhas” etc.).
  • Avise todos que convivem com a criança (mesmo que esporadicamente) sobre a necessidade de seu filho evitar lactose.
  • Alimentos processados podem conter uma série de ingredientes que, muitas vezes, não estão especificados no rótulo. Prefira os alimentos naturais preparados por você ou pessoas de sua confiança.
  • Para compensar a falta de cálcio, inclua na dieta de seu filho espinafre, brócolis, feijão branco, queijo tofu, couve cozida.


Tratamento

O tratamento se concentra no controle dos sintomas. Remoção de lactose da dieta não é recomendada, especialmente em crianças e adolescentes. Leite e produtos lácteos oferecem fontes de cálcio e outros alimentos que são difíceis de substituir. Se a eliminação completa é escolhida, a reposição cuidadosa do cálcio é necessária para uma boa saúde. Os tratamentos incluem:

Mudanças na dieta

Mudanças na dieta incluem:
  • Registre em um diário a comida que você come e qual é a reação. Discuta os resultados com o seu médico ou nutricionista.
  • Tente comer pequenas quantidades de leite ou produtos lácteos com uma refeição. Isso poderia reduzir os sintomas. Muitas pessoas podem tolerar entre 1,2 e 2,4 litros de leite. Você poderia ter uma melhor tolerância para alguns dos seguintes produtos lácteos feitos com leite:
    • Queijos duros, como cheddar e queijo suíço
    • Iogurte
  • Tente leite sem lactose e produtos lácteos e leite reduzido em lactose.
  • Pergunte a um nutricionista para ajudar a escolher substitutos do leite ou recomendar suplementos para ter certeza de que você come cálcio suficiente.
  • Os produtos não lácteos ricos em cálcio incluem:
    • Salmão
    • Sardinhas
    • Espinafre cozido
    • Laranjas
    • Brócolis
  • Leia os rótulos dos produtos porque outros alimentos podem conter lactose, incluindo:
    • Pães
    • Produtos assados
    • Cereais Processados
    • Purês instantâneos, sopas e bebidas no café da manhã
    • Margarina
    • Carnes processadas
    • Produtos de substituição de alimentos à base de leite líquido e em pó
    • Barras e pós de proteína
    • Molhos de salada
    • Doces
    • Misturas para panquecas
    • Substitutos de creme de leite e chantilly
  • Outras palavras que indicam lactose são:
    • Whey
    • Queijo cottage
    • Sólidos contendo leite em pó
    • Leite desidratado sem gordura
    • Subprodutos do leite
  • Tenha em mente que alguns medicamentos podem conter pequenas quantidades de lactose.

Medicamentos

Seu médico pode recomendar enzimas lactase se você puder tolerar apenas pequenas quantidades de lactose. Suplementos enzimáticos vêm em forma líquida e mastigável. Algumas gotas de líquido adicionadas ao leite, que é deixado repousar durante a noite, podem reduzir a quantidade de lactose no leite. As pílulas são mastigadas ou engolidas antes de ingerir alimentos que contenham lactose.


Open chat
Cuidador Virtual