Dengue - Hospital Sabará
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Z

Dengue

A dengue é uma doença febril aguda causada por 4 subtipos virais: DEN1, DEN 2, DEN 3 e DEN 4. Sua transmissão está estritamente relacionada aos seguintes elementos: a fonte de vírus viável e a existência do vetor (mosquito Aedes aegypti). A fonte de vírus viável inclui todo indivíduo doente com dengue, pois este possui o vírus circulante na corrente sanguínea durante a manifestação da doença. A presença do mosquito transmissor da dengue em área próxima de indivíduos doentes constitui a combinação de fatores que mantém a disseminação da doença na população. Para cortarmos a cadeia de transmissão da dengue, é necessária a eliminação de focos e criadouros do mosquito e notificar aos órgãos responsáveis pela vigilância em saúde sobre o atendimento de pacientes com diagnóstico da doença. Agentes de saúde do serviço de controle de zoonoses buscam eliminar focos de criadouros do mosquito nas proximidades do local onde mora o paciente, como medida de controle da doença na população.

A dengue é uma doença de transmissão predominantemente urbana e apresenta maior incidência em épocas de clima quente e de maior umidade. Atualmente, casos de dengue são confirmados com aquisição da infecção no município de São Paulo e nos diversos municípios do País.

São fundamentais boas práticas de prevenção, reduzindo-se os criadouros do vetor transmissor da doença. Quando um indivíduo adquire a doença causada por um subtipo viral específico (DEN 1, 2, 3 ou 4), este torna-se imune contra o subtipo específico e não desenvolve doença se for exposto novamente ao mesmo tipo de vírus. As formas graves da doença estão associadas a novas infecções por subtipos de vírus diferentes daqueles que causaram a infecção passada.

Autor: Prof. Dr. Milton S. Lapchik