Pé torto congênito pode ser identificado na gestação e tratamento precoce proporciona vida normal à criança - Hospital Sabará
Pé torto congênito pode ser identificado na gestação e tratamento precoce proporciona vida normal à criança
Notícias

Pé torto congênito pode ser identificado na gestação e tratamento precoce proporciona vida normal à criança

No dia 03 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Pé Torto Congênito (PTC). A data foi escolhida pela Ponseti International Association (PIA) em homenagem ao nascimento do Dr. Ignacio Ponseti – criador do método Ponseti para tratar o pé torto e tem como objetivo aumentar a consciência sobre a deficiência, prevenção e tratamentos.

Essa doença é uma deformidade complexa que envolve os ossos, músculos, tendões e atinge um em cada 1.000 recém-nascidos; sendo que, em 50% das vezes, ambos os pés dos bebês são afetados. Estima-se que no Brasil há cerca de 3.500 novos casos por ano.

As crianças que possuem PTC apresentam os pés encurvados para dentro, com pouca mobilidade nas articulações do pé e tornozelo e estão associados à rigidez do pé.

Apesar de evidências apontarem para fatores genéticos, a causa do PTC ainda é desconhecida. Porém, o diagnóstico pode ser feito a partir do 2º trimestre de gestação por meio do ultrassom morfológico.

“Assim que o problema for detectado, o bebê deve seguir acompanhamento com um ortopedista pediátrico para a realização do tratamento adequado que é muito eficaz, principalmente se iniciado logo nos primeiros meses de vida”, explica a Dra. Tatiana Guerschman, especialista no Método Ponseti no Brasil e ortopedista do Centro de Excelência do Sabará Hospital Infantil, que possui cuidados focados nessa doença.

O tratamento é feito com cerca de cinco gessos seguidos de uma pequena cirurgia (tenotomia do tendão calcâneo). O sucesso no tratamento garante a possibilidade de uma infância cheia de brincadeiras e sem limitações para as atividades diárias e os esportes.