Muito carinho e afeto - conheça a história da pequena Manuela - Hospital Sabará
Muito carinho e afeto – conheça a história da pequena Manuela
Depoimento

Muito carinho e afeto – conheça a história da pequena Manuela

Muito carinho e afeto – conheça a história da pequena Manuela

Criança não é um adulto pequeno e precisa ser tratada de forma diferente e entrar no universo dela é o primeiro passo para o sucesso de um tratamento pediátrico. Manuela sempre foi uma criança muito esperada. A gravidez de Katrine Maria Ferreira Rodrigues foi bastante tranquila e o nascimento ocorreu sem nenhuma intercorrência.

Entretanto, ainda na maternidade, foi possível perceber que algo não estava muito certo, já que ela não conseguia nem ser amamentada e nem evacuar. “No terceiro dia de vida, Manuela foi para UTI e, com 18 dias de vida, fez uma laparotomia exploratória”, contou a mãe Katrine.

No primeiro mês de vida, ela passou por uma gastrostomia em que foi diagnosticada com pseudo obstrução gastro intestinal. “Não havia nenhuma progressão na dieta, então era totalmente dependente da nutrição parenteral”, contou a mãe. Após várias intercorrências, desde infecções hospitalares até uma meningite, a família que é de Ribeirão Preto, resolveu trazer a pequena para tratar no Sabará.

Manuela chegou muito debilitada, com as veias com trombose e sem nunca ter se alimentado pela boca, o que era um grande sonho para os pais. “A Dra. Maria Paula e sua equipe mudaram nossas vidas. Em poucas semanas, nossa bebê já estava conhecendo alimentos, a dieta progrediu, a nutrição parental diminuiu, ela é outra criança. Nunca fomos tão bem acolhidos como fomos pela Dra. Paula e sua equipe, se dedicaram muito para que nossa Manuela tivesse uma vida melhor”.

Atualmente, Manuela já está em casa, continua o acompanhamento multidisciplinar, mas evoluiu muito. Em casa, ela ganhou uma boneca que tem cateter assim como ela, o que a deixou muito feliz, por se sentir representada na boneca.

“Foram quase três anos de luta e nossa Manu mostrou toda a garra, força e vontade de viver. Não tem como agradecer o que o Sabará e toda a equipe do Hospital fizeram e ainda fazem pela Manuela e por nós, só gratidão”, conclui a mãe.

 

 

Open chat
Cuidador Virtual