Centros de Excelência e Serviços / Núcleo de Hipotireoidismo Congênito

Núcleo de Hipotireoidismo Congênito

O Núcleo de Hipotireoidismo Congênito trata crianças de 0 a 18 anos. O Hipotireoidismo Congênito é um distúrbio caracterizado pela secreção insuficiente dos hormônios da glândula Tireoide, podendo levar ao desenvolvimento de graves consequências, como o retardo mental, a falha no crescimento e distúrbios neurológicos. O seu diagnóstico e tratamento precoces são fundamentais para prevenir sequelas.

Os pacientes com esse quadro podem apresentar sintomas inespecíficos (como pele amarelada e dificuldade para mamar) ou ainda não apresentar sintomas. Devido a essa dificuldade, foram implantados programas de triagem neonatal, para possibilitar um diagnóstico precoce. Valores elevados de TSH indicam necessidade de avaliação de um Endocrinologista Pediátrico para realizar a confirmação do diagnóstico.

O  início do tratamento deve ser feito o quanto antes (idealmente antes dos 14 dias de vida, para prevenção de sequelas). O medicamento de escolha é a Levotiroxina (hormônio tireoidiano T4) na forma de comprimido, devendo ser dada no período matutino, em jejum ou entre as mamadas.

O paciente com Hipotireoidismo Congênito deve ser acompanhado de perto com consultas periódicas após introdução do tratamento, com acompanhamento de exame físico (em busca de sinais de hipotireoidismo ou hipertireoidismo devido ao medicamento), crescimento, ganho de peso, desenvolvimento, busca de malformações associadas e dosagens de função tireoidiana, buscando sempre a dose mais adequada, a fim de garantir seu pleno bem estar e tranquilidade da família.

Autor: Dr. Matheus Alves Alvares - CRM: 168481

Atualizado em: 13/2/2019