Visão geral

Assim como em todo Sabará Hospital Infantil, nosso Centro de Diagnóstico por Imagem é voltado somente para crianças e adolescentes.

Isso nos permite utilizar equipamentos calibrados da forma mais segura possível, para expor nossos pacientes à mínima quantidade de radiação necessária e produzir a melhor e mais precisa informação médica. Sabemos que as crianças recebem uma dose maior que a necessária se ela é exposta a equipamentos calibrados para exames de adultos.

Contamos com aparelhos de radiografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética, todos de última geração e operados por técnicos treinados para atendimento de crianças e uma equipe de radiologistas da mais alta categoria e especializados em crianças.

Existem situações específicas nas quais as crianças necessitam de sedação/anestesia para realização dos exames, dependendo da idade e do tipo de exame. Nesses casos, contamos com uma equipe de anestesistas especializados em crianças, que irão conversar com os responsáveis e explicar todo o procedimento, quanto tempo dura, como será realizado.

Outros exames necessitam de termo de consentimento assinado pelo responsável da criança. Esses exames são geralmente os mais invasivos. O procedimento será explicado aos pais pelo médico que fará o exame, e as dúvidas devidamente esclarecidas.

O serviço de radiologia do Sabará é realizado pela empresa TR&P (Telerad Radiodiagnósticos & Participações) desde 2009. Os profissionais realizam exames de ultrassom e laudam os exames de imagem.

A empresa é responsável pela parte técnica, atualização de protocolos de exames, participação na elaboração dos congressos médicos do Hospital, participação em protocolos clínicos que envolvam o setor e desenvolvimento de projetos de pesquisa, além de elaborar e auxiliar na confecção de indicadores de qualidade.


Nossos serviços

  • Serviços de imagem;
  • Tomografia Computadorizada (TC);
  • Radiologia convencional e com contraste (EED, Enema Opaco, Trânsito Intestinal, Uretrocistografia Miccional, entre outros);
  • Radiologia Intervencionista;
  • Ressonância Magnética (RM);
  • Ultrassom Convencional e com Doppler colorido.

Especialidades

Na equipe, composta por 18 médicos, há especialistas nas seguintes áreas: radiologia geral, radiologia pediátrica, neurorradiologia, radiologia com especialidade em áreas de músculo-esquelético, cardiologia, cabeça e pescoço, tórax, medicina interna e mamas.

O que fazemos de diferente

A equipe têm conhecimento em doenças inerentes à faixa pediátrica e vocação para atendimento de crianças e adolescentes.

Leia também: por que escolher o Sabará 

Conheça o time

A equipe de radiologistas do Sabará Hospital Infantil é composta por profissionais reconhecidos na área de Radiologia Pediátrica. Vários profissionais possuem doutorado e mestrado na área e atuam em hospitais pediátricos vinculados à universidades, como USP e UNIFESP.

Nossos técnicos e tecnólogos que realizam os exames de Raio X, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética são especializados em crianças, assim como a equipe de enfermagem.

O time interno do Sabará é composto por 18 radiologistas, além de outros 10 profissionais, também radiologistas, que emitem relatório à distância.

Na equipe que atua diariamente, temos 10 profissionais, dos quais dois possuem doutorado e dois possuem mestrado, todos na área de radiologia pediátrica. Outros dois profissionais estão desenvolvendo projetos para doutorado. Nessa equipe de rotina há, ainda, cinco profissionais que atuam em serviços de radiologia pediátrica vinculados à universidades Instituto da Criança, HCFMUSP e UNIFESP. Além disso, a coordenadora da área também atua na coordenação do serviço de radiologia do Instituto da Criança – ICr-HC-FMUSP.

Conheça alguns integrantes da nossa equipe:

 

 

Dra. Lisa Suzuki

  • Graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo/SP (FMUSP);
  • Fez Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da FMUSP (INRAD/FMUSP);
  • É pós-graduada em Complementação Especializada em Medicina Interna no INRAD/FMUSP; e Radiologia Pediátrica no Children’s Hospital of PhiladelphiaUniversity of Pennsylvannia;
  • Doutora em Radiologia pela FMUSP e pelo Children’s Hospital of Philadelphia – University of Pennsylvannia;
  • Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia – Radiologia Pediátrica;
  • Coordenadora do Departamento de Radiologia do Instituto da Criança da FMUSP.

 

Dr. Rodrigo Regacini

  • Graduado pela Universidade Federal de São Paulo – (UNIFESP/EPM);
  • Fez Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem na Universidade Federal de São Paulo – (UNIFESP/EPM);
  • Pós-graduado, mestre e doutor em Diagnóstico por Imagem em Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo – (UNIFESP/EPM);
  • Especialização em Diagnóstico por Imagem em Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo – (UNIFESP/EPM)
  •  Título de Especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia;
  • Médico assistente do Departamento de Diagnóstico por Imagem da UNIFESP/EPM.

 

Dra. Andrea Langome Ferme

  • Graduada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)/SP;
  • Fez Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem no Hospital São Paulo da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP)/SP;
  • Pós-graduada e mestre pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP)/SP;
  • Especialização em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia; e Radiologia Pediátrica pelo Departamento de Diagnóstico por Imagem do Hospital São Paulo da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP)/SP
  • Médica do Departamento de Imagem do Fleury e Hospital Menino Jesus.

 

Dra. Márcia Torre Moreira

  • Graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo/SP (FMUSP);
  • Fez Residência Médica em Pediatria no Instituto da Criança-FMUSP;
  • Fez estágio em Radiologia no INRAD-FMUSP;
  • Título de Especialista em Radiologia pelo Colégio Brasileiro de Radiologia;
  • Pós-graduada e mestre em Radiologia pelo INRAD/ FMUSP.
  • Especialização em Radiologia Pediátrica pelo Instituto da Criança da FMUSP; e Estágio no Children’s Hospital (Boston);
  • Título de especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia;
  • Médica do  Departamento de Imagem do Fleury e Hospital Infantil Darcy Vargas.

Qualidade e segurança

Aqui no Sabará Hospital Infantil seguimos protocolos mundiais para ajuste da dose de radiação, conforme idade e peso da criança, para evitar radiação desnecessária.

Nossos médicos têm experiência e segurança em diagnosticar diversas doenças sem expor a criança à radiação desnecessária. Porém, em muitos casos, o diagnóstico demanda investigação mais profunda, por isso, e só nesses casos, realizamos os exames que utilizam radiação ionizante.

Todos os exames de Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética são vistos por dois radiologistas, a fim de minimizar erros e melhorar a qualidade dos nossos relatórios.

Temos indicadores mensais de ocorrência e também realizamos um monitoramento mensal para o controle da qualidade dos exames e relatórios de Raio X.

Sempre pensando na segurança do seu filho, temos a preocupação de manter um controle rigoroso dos nossos equipamentos, acompanhamento o trabalho de manutenção feito pela equipe de engenharia clínica e por uma empresa composta por físicos que monitoram níveis de radiação e calibração.

Radiologia em números

Em 2016, foram realizados no Sabará cerca de 51 mil exames de imagem, sendo:

  • 41,5 mil raios-X;
  • 6 mil ultrassons;
  • 2 mil tomografias;
  • 1,5 mil ressonâncias.

Informativos para os pais

Se seu filho estiver internado no Sabará:

  • Os exames serão solicitados pela equipe médica que o atende e os resultados serão repassados para os pais por essa equipe durante a visita;
  • Alguns exames necessitam de preparo, como jejum e ingestão de contraste, e devem ser previamente agendados. Os responsáveis serão orientados pela equipe da unidade;
  • Alguns exames necessitam de termo de consentimento assinado pelo responsável da criança. O procedimento será explicado para os pais pelo médico que fará o exame, e as dúvidas devidamente esclarecidas;
  • Alguns exames necessitam de autorização de cobertura dependendo do seu plano de saúde;
  • Quando seu filho tiver alta hospitalar, todos os exames feitos nesse período serão liberados para que você possa levá-los ao pediatra no consultório.

 

Se seu filho veio somente para fazer algum exame:

  • Tenha o pedido médico em mãos;
  • Apresente a carteirinha do seu plano de saúde;
  • Entre em contato com a Central de Agendamento de Exames externos. Ela vai verificar o melhor horário para realização dos exames do seu filho, com o menor tempo de espera. Além disso, dará algumas orientações importantes sobre o preparo para o exame.

Entenda mais sobre os exames

Leia mais sobre a realização do Raio X

Leia mais sobre a realização do ultrassom

Leia mais sobre a realização da tomografia computadorizada

Leia mais sobre a realização da ressonância magnética

Veja o prazo para resultados de exames aqui

 

Perguntas frequentes

1- A radiação utilizada nos exames de Raio X é perigosa?Não há evidências conclusivas até o momento de causa e efeito entre a radiação usada nos exames diagnósticos e aumento da incidência de câncer. Porém, alguns estudos de grandes populações expostas à radiação demonstram pequenos aumentos da ocorrência, mesmo em baixas doses de exposição, principalmente em crianças. Portanto, precauções e medidas devem ser tomadas para minimizar a exibição da criança à radiação ionizante por uma série de fatores:

  • Não existe limite seguro de radiação;
  • As células em desenvolvimento da criança apresentam maior sensibilidade à radiação;
  • A radiação é cumulativa;
  • A criança tem maior expectativa de vida para desenvolver o tumor.

2- A radiação utilizada na Tomografia é perigosa?
A tomografia utiliza mais radiação do que as radiografias, sendo que essa quantidade de Raios X depende diretamente da extensão e do local do nosso corpo que será estudado. Apesar do risco de desenvolver câncer pela radiação, não existem estudos comprovando que a radiação decorrente de pesquisas radiológicas para diagnóstico (Raio X e Tomografia Computadorizada) cause de fato algum tipo de tumor, pois a quantidade de radiação utilizada é bem menor do que a quantidade comprovadamente perigosa.

A equipe de radiologia do Sabará segue o programa de utilização de menor dose possível de radiação segundo as recomendações internacionais de programas de redução de quantidade (ALARA e Image Gently) e contamos com uma equipe de radiologistas, tecnólogos, anestesistas e enfermagem especializada em crianças.

3- Qual é a quantidade de radiação utilizada nos exames radiológicos comparada à radiação do meio ambiente que estamos expostos diariamente?
É importante lembrar que todos nós estamos expostos diariamente a pequenas quantidades de radiação provenientes do ambiente, como ar, solo, rochas, água, radiação cósmica e materiais de construções (1, 2). Em termos comparativos, uma criança submetida à Radiografia de tórax é exposta a uma dose de radiação equivalente a um dia de radiação natural ou de fundo; a Tomografia Computadorizada de crânio a uma quantidade equivalente a até oito meses de radiação natural ou de fundo; e uma TC de abdome, uma dose equivalente de até 20 meses. A estimativa do risco de desenvolver câncer a partir de uma única TC é controversa, porém calcula-se que seja em torno de 0,03 a 0,05%. Para se ter uma ideia, o risco de desenvolvimento de câncer durante a vida de um indivíduo é de aproximadamente 18-22% (2).

1. Slovis T, Berdon W, Hall E. Effects of Radiation on Children. In: Kuhn J, Slovis T, Haller J, editors. Caffey´s Pediatric Diagnostic Imaging. Tenth ed. Philadelphia: Mosby; 2004. p. 3-12.

2. Frush DP, Applegate KE. Radiation Risk from Medical Imaging in Children. In: Medina LS, Applegate KE, Blackmore CC, editors. Evidence-Based Imaging in Pediatrics. New York: Springer; 2010. p. 25-39.

3- Quais são os cuidados de proteção radiológica no Sabará Hospital Infantil ?
O Hospital adota uma série de medidas para minimizar a radiação, tanto para o paciente como para o acompanhante e o profissional do setor, que são:

  • Usar blindagem para bloquear a absorção dos Raios X. Aventais de chumbo são usados pelos pacientes, desde que não interfiram no exame, pelos acompanhantes e profissionais durante todo o procedimento;
  • Doses de Raios X são ajustados para o tamanho dos pacientes pediátricos, principalmente nos exames de Tomografia Computadorizada. A equipe de radiologia do Sabará segue o programa de utilização de menor dose possível, segundo as recomendações internacionais de programas de redução de dose (ALARA e Image Gently) e contamos com uma equipe de radiologistas, tecnólogos, anestesistas e enfermagem especializada em crianças;
  • A função de salvar a última imagem na fluoroscopia permite capturar uma a mais sem radiação adicional;
  • A fluoroscopia pulsada diminui a quantidade de radiação por administrar os Raios X de maneira descontínua e não constante.

4- É necessária a utilização de contraste? Por que e quais os tipos de contraste que existem?
Alguns exames radiológicos aumentam o seu poder diagnóstico se forem utilizados contrastes. Essas substâncias são feitas de bário (exames radiológicos), à base de iodo (Tomografia Computadorizada e alguns exames radiológicos) ou gadolíneo (ressonância magnética). O bário pode ser administrado pela boca ou pelo reto. Já o contraste à base de iodo poderá ser administrado por boca, pela veia ou pelo reto, dependendo da região e da doença que precisam ser estudadas. O gadolínio é administrado pela veia.

Se for necessário injetar o meio de contraste pela veia, será necessária a punção de uma veia, normalmente do braço.

Pedimos para que a criança e o responsável cheguem ao setor com antecedência, para podermos avaliar o motivo do exame e se haverá a necessidade da administração de contrastes. Durante a injeção do contraste pela veia, é comum uma sensação de calor pelo corpo.

5- O contraste pode causar reação alérgica?
Essa medicação, assim como qualquer outra, pode causar reações não desejadas, como coceira, diarreia, urticária, vômitos, espirros, falta de ar e inchaço nas pálpebras. Será solicitado que você responda um questionário, em que é informado o histórico de alergia do seu filho. Essas informações são importantes para nos ajudar a determinar se há algum risco de alergia ao contraste. Muito raramente reações mais graves podem ocorrer, mas não se aflija. Estamos em ambiente hospitalar com médicos pediatras, anestesistas e radiologistas treinados para o atendimento imediato de qualquer reação inesperada que possa vir a ocorrer. As desvantagens de não se usar o contraste intravenoso superam em muito eventuais riscos decorrentes de sua administração.

Será solicitada a assinatura em um termo de consentimento sobre a realização do exame e administração do contraste pelo responsável da criança.

 

6- Meu filho precisará de sedação ou anestesia?
Em algumas situações, como em crianças muito pequenas ou agitadas, pode ser necessária a utilização de sedação ou anestesia. Para a realização de um exame adequado de Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética, a criança precisa ficar deitada em uma mesa que se move, parecido com um aro gigante. A criança precisa ficar imóvel e colaborar com a respiração, sempre que for solicitada.

7- Quando precisa de jejum?
Será solicitado jejum para todas as crianças que precisarem de anestesia e contraste. Apesar de incômoda, essa exigência é fundamental para a segurança durante o exame, principalmente para evitar vômitos e aspiração. Nesses casos, eventuais remédios utilizados pelos pacientes em casa não deverão ser suspensos, devendo ser tomados com a menor quantidade possível de água.

8- São necessários cuidados especiais após o exame?
Após o exame, a criança retornará à sua rotina habitual, sem restrição de alimentação ou de atividades físicas.Orientamos uma  oferta de líquidos para as crianças que receberam contraste na veia, pois isso acelera a eliminação do medicamento pela urina.

9- É preciso de preparo para exame de ultrassonografia?Dependendo do tipo do exame e da idade da criança, há diferentes tipos de preparo, veja aqui.

10- O que é uma Ressonância Magnética?
Ressonância Magnética (RM) é um método de diagnóstico por imagem que não utiliza radiação ionizante em sua técnica (como Tomografia, por exemplo). Ela se utiliza das propriedades magnéticas de determinados átomos existentes no nosso corpo e por meio de um campo magnético muito potente faz com que esses átomos se comportem de maneira que ela consiga produzir uma imagem. O aparelho nada mais é do que um imã gigante em forma de um tubo. Por isso, nada que for metálico ou magnético pode entrar na sala de exame. Todo e qualquer material que eventualmente tenha que entrar na sala deverá ser inspecionado por alguém responsável do setor.

11- Posso acompanhar o meu filho no exame?
Uma pessoa responsável pela criança pode ficar na sala de exame, porém, se o acompanhante for mulher, não poderá permanecer caso esteja grávida.

Todo acompanhante deve responder um questionário de segurança idêntico ao do paciente. Também deve deixar em um armário todos os objetos metálicos e magnéticos. Não é necessária a troca de roupa, a não ser que nela exista algo metálico.

Os pais que forem acompanhar os exames de Raio X ou de Tomografia Computadorizada, precisarão usar o avental de chumbo.

Compartilhe sua experiência




Condições e tratamentos

As 5 maiores causas para solicitação de exames na radiologia são:

 

  • Infecção de vias aéreas, pneumonia e suas complicações: Raio X e Tomografia Computadorizada são os exames relacionados;
  • Dor abdominal e apendicite: Ultrassom e Tomografia Computadorizada são os exames relacionados: 
  • Infecção urinária: Ultrassom e Uretrocistografia Miccional são os exames relacionados: 
  • Trauma craniano e alterações neurológicas (cefaleia, epilepsia, tumores e outros): Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética são os exames relacionados;
  • Problemas do sistema músculo esquelético, trauma, infecções e tumores: Raio X, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética são os exames relacionados.

Informações para profissionais

O Sabará Hospital Infantil realiza exames tanto nos pacientes que estão internados, quanto em pacientes que vêm de fora, incluindo casos que não passam pelo Pronto-Socorro.

Esses exames abrangem desde Raio X simples ou contrastado, até Tomografia Computadorizada, Ultrassonografia e Ressonância Magnética, todos realizados por uma equipe altamente especializada.

Central de Agendamento de Exames

Tel.: (11) 2155 9399

Como agendar um exame, em caso de paciente internado:

  • O exame deve ser solicitado pela enfermagem, pelo hospitalista ou pelo especialista. Qualquer outro médico que queira fazer a solicitação de exames precisa ser cadastrado no Sabará;
  • A enfermagem do andar deve encaminhar solicitação de exame por email para a Central;
  • A Central realiza o agendamento e informa preparos para a enfermagem do andar.