Pediatra Alerta sobre os Perigos da Desidratação em Crianças

São Paulo, janeiro de 2012 - As crianças e os bebês são as principais vítimas da desidratação nesta época de verão. Por terem maior proporção de água no organismo, a perda de líquidos e eletrólitos na infância é uma ameaça eminente, que, se não cuidada pode ser até fatal, alerta o pediatra David Elias Nisenbaum, do Hospital Infantil Sabará. Para esclarecer a questão, o médico responde abaixo algumas questões sobre a desidratação.

O que causa desidratação nas crianças?

O que causa a desidratação é a perda de líquido pelo organismo, seja por diarréia e vômitos, e pela diminuição de ingestão de líquidos.

A diarreia é a causa mais comum de desidratação em crianças?

Sim. Ocorre devido a infecções intestinais causadas por vírus, bactérias e intoxicação alimentar. Pode estar associada a outras doenças, como gastroenterite, dengue e leptospirose.

O que os pais devem fazer para prevenir a desidratação?

As crianças não costumam pedir água, por isso os adultos devem se lembrar de oferecer líquidos várias vezes ao dia. Evite o consumo de produtos de procedência desconhecida ou com alto nível de perecibilidade (como ovo, maionese, carnes etc), para evitar possíveis intoxicações alimentares que causam diarreia, consequentemente desidratação. E não deixe a criança exposta ao sol, elas devem obedecer a horários específicos (antes das 10h00 e após as 16h00), sempre com protetor solar e uso de barreiras físicas (boné, guarda-sol)

Qual a melhor bebida para evitar a desidratação?

Além da água, a água de coco, os chás e os sucos naturais são ideais. Evite os refrigerante e sucos industrializados que são calóricos.

Quais os sintomas da desidratação?

Boca seca, pele sem elasticidade, olhos fundos, prostração, pouca urina ou intervalos longos para urinar, aprofundamento da moleira nos bebês, dores de cabeça e choro sem lágrima.

Se a criança for diagnosticada com desidratação, o que se deve fazer?

O tratamento é prescrito pelo médico e consiste na reposição de líquidos e eletrólitos via oral e venosa. O soro caseiro é uma receita simples e eficaz (Um copo de água limpa e potável de 200 ml, a ponta da colher de chá de sal e duas colheres rasas de açúcar). Um erro comum é suspender a alimentação. As crianças devem e precisam se alimentar, mas opte por dieta leve, sem alimentos gordurosos, frituras, condimentados.

Tradicionalmente conhecido por sua eficiência e bons resultados, o Hospital Infantil Sabará nasceu no início dos anos 60, quando um grupo de médicos pediatras resolveu criar um serviço diferenciado. A partir daí o complexo hospitalar se firmou como centro de referência na área, sendo o primeiro hospital a inaugurar uma UTI pediátrica em 1974. Desde setembro de 2010, o hospital atende na Avenida Angélica, nº 1.987, no bairro de Higienópolis (SP), em um novo prédio de 17 andares que tem um conceito moderno e inovador. A partir de 2011, virou Fundação. Acesse o site do Hospital Infantil Sabará e o Blog Saúde Infantil