Pesquisa Mostra o que Tira o Sono dos Adolescentes

São Paulo, Novembro de 2009 - Que os adolescentes dormem cada vez menos não é novidade. Uma pesquisa, no entanto, tentou enumerar os vilões que atrapalham na hora de pegar no sono. Entre os aparelhos eletrônicos estão a televisão, o computador, os videogames os MP3s e o celular. Ao comparar a sua ação com a ingestão de refrigerantes à base de cafeína e sonecas indevidas à tarde, após o almoço, os pesquisadores não tiveram dúvidas: são os atrativos eletrônicos os grandes inimigos.

O estudo norte-americano avaliou adolescentes entre 12 e 18 anos e levou em consideração o tempo que usavam os aparelhos, passavam na frente da TV e brincavam com games no computador ou falavam com amigos no celular. Conclusão do estudo: 80% dos adolescentes dormem menos de 8 horas por dia.

E mais: cerca de 2/3 dos adolescentes entrevistados tinham televisão no quarto, 30% possuíam computador, 90% tinham celulares e 79% não se separavam do MP3. Cerca de 80% desses jovens assistiam à TV após as 21h00. Aqueles que tinham o aparelho no quarto a incidência aumenta para 86,4%. E o pior de toda a descoberta: a maioria desses adolescentes fãs de eletrônicos eram grandes consumidores de cafeína por meio dos refrigerantes.

Após 21h00, 82% dos adolescentes assistiam à TV, 34% escreviam mensagens de texto, 44% falavam ao telefone, 55% estavam conectados à internet, 24% jogavam games no computador, 36% assistiam a filmes e 42% ouviam música nos MP3 portáteis.

Resultado: fica fácil explicar por que eles quase caem de sono nas carteiras escolares e têm baixo rendimento porque não conseguem se concentrar nas aulas – cansados por causa de noites mal-dormidas.

Para a pediatra Heloisa Ionemoto, do Hospital Infantil Sabará, os adolescentes deveriam dormir cerca de 9 a 10 horas, sendo em média 8 horas suficiente. "Privação dessas horas de sono pode causar  alterações de humor, na capacidade de concentração, na realização das tarefas do dia a dia, pois o adolescente está sempre cansado, irritado, com sono no dia seguinte", ressalta.

É importante que desde cedo as crianças tenham um horário certo para irem para a cama. "É um hábito saudável que acaba condicionando e deve ser levado a sério até a adolescência. Além disso, é obrigação dos pais limitarem o uso da internet durante a noite e dos demais eletrônicos", recomenda.

Veja abaixo algumas dicas dadas pela pediatra:

- opte por atividades físicas ao longo do dia, à noite elas podem atrapalhar o sono;

- o ideal é retirar televisão, computador, celulares do quarto para evitar que os adolescentes fiquem dispersos;

- o ideal é que os adolescentes durmam pelo menos oito horas por noite;

- os adolescentes devem ter limites para as atividades noturnas;

- as baladas que terminam mais tarde devem ser somente nos finais de semana para que o ritmo escolar não seja prejudicado;

- não ingerir refrigerantes ou bebidas que contenham cafeína e outros estimulantes

Tradicionalmente conhecido por sua eficiência e bons resultados, o Hospital Infantil Sabará nasceu no início dos anos 60, quando um grupo de médicos pediatras resolveu criar um serviço diferenciado. A partir daí o complexo hospitalar se firmou como centro de referência na área, sendo o primeiro hospital a inaugurar uma UTI pediátrica em 1974. No início de 2010, o hospital passar a atender na avenida Angélica, 1.987, em um novo prédio de 17 andares que tem um conceito moderno e inovador.