Xixi na cama - Quando molhar a cama vira um probolema



Fazer xixi na cama antes dos cinco anos é comum, afinal o sistema urinário dos pequenos ainda não está totalmente amadurecido. Após esse período, porém, os pais devem ficar atentos, pois pode se tratar de uma doença, conhecida como enurese noturna. A perda involuntária de urina envolve causas distintas. Uma delas é física, ou seja, quando a bexiga se contrai involuntariamente. Há também o que chamamos de poliúria noturna, quando ocorre aumento da quantidade de urina durante a noite pela falta de um determinado hormônio. E ainda consideramos como motivo a dificuldade no despertar ou de reconhecer a sensação de bexiga cheia. Outro fator curioso envolve hereditariedade: se um dos pais ou ambos passarem pelo problema na infância, as chances de seus herdeiros molharem a cama são altas. Fazer xixi na cama antes dos cinco anos é comum O alívio é saber que todos os casos têm solução e raramente estão associados a algo grave. A atitude dos adultos de aceitação e tolerância, no entanto, são fundamentais para o sucesso do tratamento. Os adultos precisam entender que a criança não faz de propósito, não têm culpa. Intervenções comportamentais simples, como evitar a ingestão de líquidos antes de dormir e/ou levar a criança ao banheiro durante a noite, costumam ser indicadas com sucesso. Em outros casos, pode-se recorrer ao uso de medicamentos que reduzem a produção de urina ou que controlam as contrações vesiculares. O ideal é procurar um profissional para avaliar o  caso. Molhar a cama também pode esconder outros males, como o diabetes, doença renal crônica e outras condições psicológicas, como estresse, depressão e/ou ansiedade. Mas, quando começar o tratamento, perguntam os pais? Vai depender da maturidade da criança e do nível de tolerância da família. Nada que doses de paciência, compreensão e interesse pelo assunto não resolvam.

Enurese Noturna

O que é: embora o controle de esfíncteres se dê em torno dos 2 ou 3 anos, fazer xixi na cama antes dos cinco . Após esse período, porém, os pais devem ficar atentos, pois de enurese noturna.
A causa: 

  1.  Física: a bexiga se contrai involuntariamente.
  2. Poliúria noturna, quando ocorre aumento da quantidade de urina durante a noite pela falta de um determinado hormônio.
  3. Dificuldade no despertar ou de reconhecer a sensação de bexiga cheia.
  4. Hereditariedade: se um dos pais ou ambos tiveram o problema na infância, as chances de seus herdeiros molharem a cama são altas.

O tratamento:

  1.  A atitude dos adultos de aceitação e tolerância, no entanto, são fundamentais para o sucesso do tratamento.
  2.  Os adultos precisam entender que a criança não faz de propósito, não têm culpa.
  3. Intervenções comportamentais simples:
    1. Como evitar a ingestão de líquidos antes de dormir
    2.  Levar a criança ao banheiro durante a noite.
    3. Programa de estímulos (calendário com estrelas).
  4. Em outros casos, pode-se recorrer ao uso de medicamentos que reduzem a produção de urina ou que controlam as contrações vesiculares.



Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA