Trauma de Escroto



O trauma escrotal contuso não é incomum, visto que as crianças estão cada vez mais ativas e envolvidas com atividades esportivas como futebol, skate, patins.

A ruptura testicular é extremamente dolorosa e ao exame físico pode não haver hematoma. O hematoma escrotal impede a avaliação clínica dos testículos.

Avaliação: A Ultra-sonografia escrotal é extremamente útil em avaliar a integridade dos testículos, mesmo com hematomas da região.

Tratamento: Se houver ruptura testicular há indicação de reparo imediato com sutura da túnica albugínea sobre o tecido tubular exposto, sendo algumas vezes necessária a retirada de parte dos túbulos inviáveis.

Nos casos de hematomas isolados utilizar suporte escrotal, analgésicos e repouso. As lacerações escrotais devem ser reparadas primariamente com fios absorvíveis após extensa irrigação com soro fisiológico.

Autor: Dr. Jovelino Quintino de Souza Leão
Fonte: Baseado no texto do autor no livro:
Manual de Urgências e Emergências em Pediatria.
Hospital Infantil Sabará – Ed. Sarvier




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA