Trauma Crânio Encefálico (TCE)



O TCE é um problema comum na infância e é das principais causas de morte e de seqüelas em crianças e adolescentes do mundo. As crianças com TCE grave necessitam de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). As taxas de mortalidade em criança com TCE grave variam entre 10-50%.

Classifica-se pela morfologia como:

1-lesões extra-cranianas: lacerações de couro cabeludo
2-fraturas de crânio: lineares, cominutivas, com afundamento.
3-lesões intracranianas:
- focais (hematomas extradural, subdural ou intra-parenquimatoso)
- difusas (concussão, lesão axonal difusa ou edema e ingurgitação cerebral).

As lesões difusas são comuns em crianças pela desproporção entre a cabeça e o tronco, favorecendo o movimento pendular, além da imaturidade encefálica.

Nos traumas cranianos podem ocorrer sangramentos ou inchaços no cérebro, o que pode resultar no aumento da pressão intracraniana (PIC), tornando o quadro mais grave. Os sinais de aumento da PIC são:

-letargia, vômitos e paralisia do 6º e 3° nervos cranianos
-abaulamento de fontanela em lactentes,  irritabilidade e sinais vitais alterados
-hemiparesia e paralisia do 3º nervo
-irregularidade respiratória
-alteração da temperatura,

Para os pacientes que vão ao pronto socorro por traumatismo craniano pede-se para observar nas primeiras 24horas, a presença de quaisquer dos seguintes sinais, necessitando assim observação hospitalar

1-Sonolência ou dificuldade de acordar
2-Náusea e vômito
3-Convulsões
4-Anisocoria (uma pupila maior do que a outra), movimentos peculiares do olhar, dificuldade em focar ou outro distúrbio visual
5-Paresia, ou formigamento e marcha anormal
6-Cefaléia severa
7-Confusão mental, ou mudança de personalidade
8-Inquietude incomum
9-Pulso muito lento ou muito rápido
10-Tontura

Nos casos mais graves, será necessário internar a criança, e em geral se usa os seguintes critérios:

1-perda ou alteração de consciência
2-déficit de memória
3-sinais focais
4-crises convulsivas pós-traumática
5-vômitos persistentes
6-febre
7-cefaléia intensa
8-fratura de crânio
9-sem dados sobre a circunstância do trauma

Autor: Dra Conceição Campanário da Silva Pereira
Fonte: Baseado no texto das autoras no livro:
Manual de Urgências e Emergências em Pediatria.
Hospital Infantil Sabará – Ed. Sarvier




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA