Síndrome misteriosa é principal causa de morte em bebês



Colocar o bebê para dormir de barriga para cima ou de lado pode prevenir a síndrome da morte súbita infantil

Envolta em mistérios, a síndrome da morte súbita infantil (SMSI) costuma ser um pesadelopara a família. Principal causa de óbito em bebês com menos de um ano, o transtorno ainda é um mistério para a medicina. Há uma série de teorias para explicar a origem do problema, mas até o momento nenhuma encontrou comprovação científica.

O importante é que os pais saibam que há formas de se prevenir da síndrome. Uma delas refere-se ao modo de colocar o bebê para dormir. O ideal é colocar a criança para dormir de barriga para cima ou de lado e em seu próprio berço.

Ao contrário do que a maioria dos pais pensa, levar o bebê para a cama do casal para ter mais segurança é, na verdade, um equívoco. O hábito aumenta as chances de sufocamento, porque os pais se mexem e o bebê fica indefeso. Além disso, na cama dos pais, a temperatura do bebê e do ambiente ao seu redor aumenta e essa variação térmica é um dos fatores de risco para a SMSI.

Também chamada de morte do berço, por definição, a SMSI é a morte repentina de uma criança com menos de 12 meses sem causa aparente. Mesmo após investigação do caso, não se encontra quadro clínico de doença ou possíveis causas para explicar o óbito.

Na lista do grupo de risco para a síndrome estão bebês do sexo masculino, entre 2 meses e 5 meses que nasceram prematuramente e com peso considerado baixo (menos de 2,5 kg). Além disso, filhos de mães com menos de 20 anos, de gestantes que fumaram ou usaram outro tipo de droga, que não fizeram pré-natal também correm mais riscos de apresentar o transtorno.

Embora a medicina ainda não explique as causas para essa morte abrupta dos bebês, há teorias para explicar a questão. Alguns associam o problema a uma possível anomalia no tronco cerebral que controla a respiração. Outros estudos relacionam a síndrome a problemas no sistema autonômico da criança que alterariam a freqüência cardíaca e a respiração durante o sono. Distúrbios cardíacos também aparecem em algumas pesquisas.

Para tranquilizar os pais, as medidas recomendadas para prevenção da SMSI:

1) colocar o bebê para dormir de barriga para cima ou de lado, nunca com a barriga para baixo;
2) não usar colchões, cobertores ou travesseiros fofos demais para que o bebê não afunde ou sufoque;
3) evitar colocar bichos de pelúcia no berço quando o bebê está dormindo;
4)não agasalhar demais o bebê na hora do sono, evitar o uso de toucas;
5) não deixar o aquecedor ligado quando o bebê dorme – a variação térmica aumenta os riscos para a SMSI;
6) não fumar no quarto do bebê ou em ambiente frequentado pelo pequeno;
7) não levar o recém-nascido para dormir na cama dos pais;
8) ficar atento à respiração do bebê enquanto ele dorme - pausas na hora de respirar podem indicar apneia, o ideal é procurar um pediatra para fazer o diagnóstico correto.




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA