Queimaduras na Infância



Introdução: 

As crianças são curiosas e agitadas,  estão sempre correndo, brincando e a procura de novidades, portanto muito mais propensas a terem acidentes, e dentre os acidentes, um dos mais comuns estão as queimaduras.

Nos EUA, aproximadamente 2,5 milhões de pessoas são vítimas de queimaduras todos os anos, com 100.000 hospitalizações e 12.000 mortes. A causa mais comum de queimaduras na infância é o escaldo ou o derramamento de líquido ferventena pele da criança (25%) já a incidência de lesões por fogos de artifício corresponde a 0,3 a 1%.

No Brasil, um estudo mostra que 50% dos casos de queimadura, envolveram crianças e que a queimadura com álcool foi responsável por 40% dos acidentes com crianças de 7 a 11 anos, o grupo mais atingido entre os pacientes pediátricos.

A região mais perigosa da casa para a criança brincar e se machucar, é na cozinha. É recomendável que seu filho não ande pela cozinha, mesmo sob a supervisão de adultos.

A cosinha

O perigo maior está no fogão. Use sempre as bocas do fundo do fogão, com os cabos das panelas voltados para trás, pois assim ficará mais difícil da criança alcançar e puxar as panelas.

Lembre-se que o forno é um atrativo, e apesar de não ter fogo aparente, o vidro está quente quando está sendo usado o forno. Não deixe seu filho encostar-se no forno, muito menos brincar com caixas de fósforos.

Quando estiver segurando algo quente, não pegue a criança no colo para não machucar vocês dois. Mantenha alimentos e bebidas quentes longe das bordas de pias, mesas e balcões. Lembre-se das mesas, as crianças podem puxar as toalhas, derrubar tudo, podendo causar graves acidentes. Troque essas toalhas pelos jogos americanos, que são toalhas pequenas, que ficam apenas na parte de cima da mesa.

Há necessidade de novas campanhas para se evitar queimaduras na infância, como também, faz-se necessário que os pediatras nos postos de saúde e consultórios, façam um pequeno alerta aos pais das maneiras habituais de prevenção aos acidentes domésticos, visto que, estatisticamente a maior incidência de acidentes ocorre em ambiente domiciliar.  Orientação aos pais: Em caso de queimadura os pais devem ser orientados a lavar as lesões com água clorada para resfriar e desinfeccionar, sedar a dor com analgésicos de uso habitual do menor, (evitar o ácido acetil salicílico) e aplicar pomadas ou cremes a base de colagenase e ou antibióticos (neomicina, acido fusídico, cloranfenicol...) e levá-lo ao Pronto Socorro mais próximo de sua residência. 

Orientação aos profissionais:

  • Verificar profilaxia anti-tetânica;
  • Retirar as roupas do paciente;
  • Verificar áreas comprometidas;
  • Classificar as lesões em 1º,2º,3º graus;
  • Determinar superfície corporal comprometida;
  • Selecionar pacientes de tratamento domiciliar, ambulatoriais ou internamento levando em consideração:
  • O agente causal (queimadura elétrica, química, líquido aquecido, combustão )
  • Comprometimento de regiões nobres (mãos, pés, genitália, períneo, face, áreas circulares, ..); 
  •  Profundidade das lesões e Superfície Corporal Queimada (SCQ).

Sedação:

Casos leves: Dipirona, paracetamol, diclofenaco de sódio, nimesulide, piroxicam. Uso em doses habituais por via oral.

Casos moderados: Analgésico leve + Sedativo (midazolan), Analgésico potente(dolantina) + Sedativo (midazolan) na dose de: 0,05-0,2mg/Kg IM 0,3-0,5mg/Kg em 5ml Via retal, 0,3-0,5mg/kg Intra nasal

Casos graves: analgesia e/ou anestesia com supervisão especializada (anestesistas) Treatamento tópico

Balneoterapia: Banho diário com água clorada, rotura das flictenas, para evitar a formação de um polímero tóxico (LPC), relacionado com a depressão imunológica do queimado e desenvolvimento de sepses. Evitar soro fisiológico por inutilizar os degermantes e inativar os cremes utilizados. 

Degermação: Soluções químicas, com o intuito de diminuir mais a população bacteriana da área queimada; (clorhexedine ou PVPI). É necessário um tempo mínimo de 5-8minutos sobre a pele para que ocorra a liberação do iodo com o uso do PVPI. Além disso, o seu efeito tóxico sobre os queratinócitos em formação, tem provocado discussões sobre a sua utilização no paciente queimado e este tem sido gradualmente substituído pelo clorhexedine.

Terapia Antimicrobiana Tópica: A aplicação de cremes antimicrobianos tópicos é eficiente e mais adequada na prevenção da sepse do que antibióticos sistêmicos. Portanto o uso da Sulfadiazina de prata associada ou não ao cério tem sido utilizado com sucesso e com grande aumento na sobrevida do paciente queimado.

BANHO, PRODUTOS E APARELHOS ELÉTRICOS

Na hora do banho, teste sempre a temperatura da água antes. Lembre-se também dos produtos químicos inflamáveis, que devem ficar longe do alcance das crianças, como álcool, gasolina, diesel, querosene, tinner, removedor, spray e soda cáustica, entre outros.

Caso seu filho seja muito pequeno, tome cuidado com choques elétricos. Ele pode tentar enfiar os dedos ou objetos no buraco da tomada, e pegar aqueles plugues de fios de extensão , ou ainda pegar ou pôr na boca fios desencapados. Compre tampas próprias para tomadas. Os fios de extensão devem ficar fora das tomadas quando não são usadas, e substitua os fios desencapados.

Tome cuidado também na hora de passar roupa. Lembre-se de desligar o ferro após seu uso, e deixá-lo em algum local onde a criança não tenha acesso. O ferro elétrico é muito perigoso, pois além de queimar, é pesado, podendo causar traumatismos graves.

Agora, caso seu filho sofra alguma queimadura, mantenha calma e consciência da situação. Saiba que existem vários tipos de lesões, que variam entre primeiro e terceiro grau.

A queimadura de primeiro grau é a mais leve, deixa área avermelhada e um pouco inchada, pode causar um pouco de dor. São necessários cuidados médicos em qualquer tipo de queimadura, principalmente quando atinge grande extensão do corpo e quando a queimadura for mais grave.

É muito importante saber que somente a água fria pode aliviar a região afetada. Não passe gelo, manteiga, pasta de dente, ou qualquer outra coisa, apenas água fria, enquanto aguarda socorro. Não adianta estourar bolhas ou mesmo retirar a roupa colada à pele queimada. O principal remédio antes de tudo isso acontecer é o cuidado com a criança.

Leia mais sobre queimaduras em:

Saiba o que fazer com queimaduras de crianças




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA