Parafimose



Situação clínica em que o anel prepucial (fimose) é retraído proximalmente à glande, resultando na compressão da mesma com dor local e edema de intensidade variável dependendo do grau de constrição provocada pelo anel prepucial.

Situação clínica em que o anel prepucial (fimose) é retraído proximalmente à glande, resultando na compressão da mesma com dor local e edema de intensidade variável dependendo do grau de constrição provocada pelo anel prepucial.

Quadro clínico: Dor no pênis acompanhada de eversão da mucosa prepucial e presença de estrangulamento da glande exposta, na região do sulco bálano-prepucial pela presença de anel prepucial (fimótico).

Não se observa hiperemia e sim grande edema (inchaço) pela dificuldade do retorno linfático. O comprometimento vascular com isquemia grave da glande é raro.

Tratamento:

Redução incruenta – Após administração de analgésico via oral ou intramuscular, o médico tentará abrir o anel prepucial e retirar a glande.

Redução cruenta: Nos casos de insucesso da tentativa de redução incruenta, está indicada a redução cirúrgica.

Este procedimento poderá ser feito no Pronto-socorro, sob bloqueio anestésico dorsal do pênis ou sob anestesia geral, em centro cirúrgico.
A ocorrência de parafimose é indicação para postectomia eletiva.

Autor: Dr. Jovelino Quintino de Souza Leão
Fonte: Baseado no texto do autor no livro:
Manual de Urgências e Emergências em Pediatria.
Hospital Infantil Sabará – Ed. Sarvier



Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA