Meningites - Uma Visão Geral sobre



Como pediatra há mais de 30 anos, e vivendo em São Paulo há mais de 50, pude ver muitos casos de meningites e passar por vários agentes que causam estas doenças graves. Desde as trágicas epidemias de Meningite Meningocócica do início dos anos 80 até ver a diminuição da doença por Haemophilos Influenza do tipo B, após a introdução da vacina no calendário oficial em 1999, os recentes surtos de meningite meningocócica na Bahia e em outros lugares do Brasil.

A meningite é uma emergência com risco de perder a vida, mas felizmente não é uma infecção comum. Embora a maioria das vítimas seja crianças mais novas, pode ocorrer durante toda a infância e em adultos também.

A meningite é uma inflamação das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Os sintomas mais comuns incluem febre, calafrios, vômitos, rigidez da nuca, dor de cabeça, sonolência e raramente convulsões.

A doença é contagiosa, por isso, se você souber que seu filho foi exposto à ela, mantenha um olhar atento sobre ele. A rapidez do tratamento é muito importante no resultado, portanto, procure um serviço médico se qualquer dos sintomas listados acima ocorrerem. As crianças que foram expostas à meningite causada por bactéria, podem necessitar de antibióticos para não adoecerem.

O tratamento para a meningite varia, dependendo se for causada por um vírus ou bactérias. É importante saber a causa para descobrir qual delas é, e muitos dos testes que serão realizados são para fazer essa determinação. Geralmente, a viral tende a ser a forma menos grave da doença e pode requerer pouco mais de observação e repouso no leito. Para a bacteriana, o cuidado é muito mais vigoroso, incluindo a hospitalização imediata e terapia antibiótica. A maioria das crianças com meningite bacteriana se recupera totalmente. Tenha em mente, entretanto, que o tratamento precoce e adequado é fundamental, e sem ele, as crianças podem morrer, e aquelas que sobrevivem são vulneráveis a complicações graves, que podem variar de problemas neurológicos, surdez etc.

Veja na tabela abaixo os dados sobre meningite na região de São Paulo:

Tabela sobre a meningite

Como se pode ver, a meningite em São Paulo ocorre e, a grande maioria dos casos, é causada por vírus, o que quer dizer que deve ser menos grave. Mas isso só é possível, com a aplicação das vacinas contra Haemophilus influenzae tipo B (aos 2, 4, 6 e 15 meses) e vacina conjugada contra meningite por Meningococo C (3 meses e meio e 12 meses), pois a imunização é o mais eficiente meio de prevenir doenças graves.

Por Dr. José Luiz Setúbal
Fonte: Centro de Vigilância Epidemiológica de SP




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA