Fratura de fêmur (quadril e perna)



 

As fraturas de quadril, também conhecido como fraturas do fêmur proximal, são muito menos comuns em crianças, em comparação com os adultos, representando <1 por cento de todas as fraturas pediátricas . Sua importância não reside com sua freqüência, mas com as complicações significativas que surgem a partir destas lesões, necrose avascular, especialmente da cabeça femoral.

Faturas de quadril em pediatria são consideradas verdadeiras emergências cirúrgicas. Todas as lesões devem ser gerenciados em caráter de urgência por um médico ortopedista, de preferência um ortopedista pediátrico.

Criança com antecedente de queda ou trauma, dor, impossibilidade de deambular. Inicialmente verificar as condições gerais, importante a pesquisa de espancamento ou maus tratos, especialmente nas crianças menores do que 2 anos.

 A grande maioria das fraturas do fêmur são tratadas incruentamente, redução e gesso pelvi-podálico( do pé até a cintura). Nas crianças maiores, acima dos 6 - 7 anos até a adolescência pode ter indicação de redução e fixação com hastes intramedulares, num procedimento cirúrgico.




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA