Balanopostite



 

Afecção inflamatória aguda comprometendo o prepúcio e a glande peniana, na maioria das vezes de etiologia bacteriana, eventualmente traumática, que acomete os meninos em qualquer idade.

A presença de fimose (incapacidade de retrair o prepúcio e expor a glande) é fator predisponente para o surgimento da balanopostite pela impossibilidade de higienização adequada.

Quadro clínico: Edema (inchaço) e hiperemia (vermelhidão) do prepúcio, dor à micção, associada ou não à eliminação de secreção purulenta pela abertura prepucial. Quando houver febre e sinais infecciosos sistêmicos o quadro justifica tratamento mais agressivo.

Tratamento: Calor local por meio de banhos de assento. Aplicação de pomada à base de antibiótico,  anti-inflamatórios por via sistêmica ajudam a regressão dos sintomas mas devem ser evitados por tempo prolongado ou em pacientes com comprometimento renal. Antibióticos sistêmicos estão indicados em casos com manifestações intensas ou repercussão no estado geral. Os episódios repetidos de balanopostite indicam a realização eletiva de postectomia

 

Autor: Dr. Jovelino Quintino de Souza Leão

Fonte: Baseado no texto do autor no livro:

Manual de Urgências e Emergências em Pediatria.

Hospital Infantil Sabará – Ed. Sarvier




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA