Alopecia



 

Quase todos os recém-nascidos perdem alguns ou todos dos fios seus cabelos. Isso é normal e esperado, a perda de cabelo que ocorre nos primeiros seis meses de vida não é um motivo de preocupação, mas uma simples troca da penungem do recém nascido por um cabelo mais maduro.

Muito comumente, um bebê perde o cabelo onde tem atrito do  seu couro cabeludo contra o colchão ou como resultado de um hábito bater a cabeça. Muitos bebês também perdem o cabelo na parte de trás do couro cabeludo.

 Em casos muito raros, os bebês podem nascer com alopecia (queda de cabelo), que pode ocorrer por si só ou em associação com determinadas anomalias das unhas e os dentes.

Mais tarde na infância, perda de cabelo pode ser devido a medicamentos, uma lesão no couro cabeludo, ou um problema médico ou nutricional.

Uma criança mais velha, também poderá perder seu cabelo se é feito tranças com muita força ou puxando demais quando pentear ou escovar.

 Algumas crianças (com idade inferior a três ou quatro) enrolam seus cabelos como um hábito reconfortante e inocentemente pode retirá-la. Outras crianças (geralmente os mais velhos) podem puxar seu cabelo para fora de propósito, mas negam que o fazem ou eles simplesmente podem não estar cientes de que eles estão fazendo isso, o que muitas vezes é um sinal de estresse emocional, o que você deve discutir com o seu pediatra.

Alopecia areata é uma doença comum em crianças e adolescentes, parece ser uma reação "alérgica" ao próprio cabelo. Neste distúrbio, as crianças perdem o cabelo em uma área circular, causando um careca. Em geral, quando é limitada a algumas áreas, as perspectivas para a recuperação completa é boa, mas quando a condição persiste ou piora cremes esteróides e até injeções de esteróides e outras formas de terapia no local da queda de cabelo geralmente são usados. Infelizmente, se a perda de cabelos é extensa, pode ser difícil para renovar o seu crescimento.

Existem também queda de cabelo com uso de alguns medicamentos, como nas quimioterapias para tratamento de câncer, ou doenças como micoses, stress, deficiências nutricionais, síndrome de má absorção, desnutrição etc.

Porque alopecia e outros tipos de queda de cabelo pode ser um sinal de outros problemas médicos ou nutricionais, trazer essas condições para a atenção do seu pediatra sempre que ocorrem após os primeiros seis meses de idade. O médico vai olhar para couro cabeludo do seu filho, determinar a causa e prescrever o tratamento. Às vezes, um encaminhamento para um dermatologista pediátrica é necessária.




Veja mais textos e informações úteis em nosso Blog sobre a saúde infantil - http://saudeinfantil.blog.br/

TOPO DA PÁGINA