Saracura

O Grupo Saracura, coletivo que leva música a crianças e adultos internados em hospitais de São Paulo, é uma iniciativa pioneira no Brasil, e, atualmente, é o único grupo a atuar com música em ambientes de saúde de alta complexidade. Com um repertório baseado em músicas tradicionais de domínio público, os músicos levam ao ambiente hospitalar bem-estar, harmonia e um leque enorme de emoções despertadas.

O Grupo começou a se formar em 2003 tocando no Sabará. “Com a música, queremos garantir aos pacientes o acesso à cultura mesmo em períodos de confinamento, permitindo que sejam recebidos pelos hospitais como pessoas completas, capazes de superar o período difícil da vida que enfrentam sem serem privadas do seu universo da fantasia e da criatividade“, declara Daniel Zacharias, músico e um dos fundadores do Saracura.

Os músicos do Saracura apresentam-se em duplas ou trios, remetendo ao comportamento da ave Saracura que sempre canta em duetos. Nesse formato, a distribuição da equipe, que atualmente conta com 32 músicos e todos com formação específica na área, permite que o Saracura realize visitas 7 dias na semana, nos diferentes andares e unidades do Hospital.

“Está mais do que comprovado que o paciente sente-se mais confiante, mais envolvido e mais cuidado quando ele é visto e tratado com uma pessoa”, comenta Zacharias. “Acreditamos na força da música, e que ela toca as pessoas como poucas artes conseguem tocar, remetendo a momentos e sentimentos específicos de cada um. O tratamento humanizado e personalizado  faz com que o quadro clínico tenha uma evolução satisfatória, já que alterações emocionais também afetam o aspecto fisiológico”, completa.

O projeto Canta para Sarar conta com o apoio do Banco Itaú e da farmacêutica Libbs. Juntas, as marcas patrocinam mais de 35% do valor total do projeto.

Saiba mais sobre o grupo Saracura