Caderninho

Uma das ações da Rede de Humanização é entregar um caderninho em branco para as crianças. A ideia é que elas façam um diário sobre sua experiência no Hospital, da forma que quiserem, seja escrevendo ou desenhando. Esse caderno ficará com elas após a alta.

A importância do caderninho vem ao encontro da principal noção de saúde para a psicanálise: o paciente precisa viver todas as experiências, podendo compartilhar com as pessoas importantes tudo o que aconteceu: lembrar, chorar, se alegrar, se entristecer… Só vivendo e compartilhando é que as memórias ganham um espaço no psiquismo e podem, depois de algum tempo, se tornar passado e não ficar assombrando as crianças.

O caderninho é entregue pela equipe de voluntários. Há um cuidado para que a proposta seja explicada à família, sem que a ferramenta acabe se tornando papel de rascunho para os pais.