A Pediatria

O termo “Pediatria” surgiu em 1722, na Suíça. A palavra vem do grego pais, paidos, que significa “criança”, e iatreia, “medicina” – portanto, “medicina da criança”.

Em todo o mundo, a Pediatria emergiu como uma especialidade médica apenas no final do século XIX. Até então, a criança era tratada pelos médicos como um adulto pequeno. Em 1865 o médico francês Alfred C. Caron publica a obra La Puériculture ou La Science d’Élever Hygiéniquement, que seria o marco de criação do conceito de puericultura.

Diferente das demais especialidades, a Pediatria surgiu voltada não para uma doença ou uma parte do organismo, mas para uma idade da vida, não segmentando o corpo da criança, mas compreendendo sua totalidade e singularidade em relação ao adulto. Com isso, os hospitais passaram a criar alas específicas para o atendimento e internação de crianças, e foram desenvolvidos artefatos e equipamentos médicos próprios para o atendimento infantil. Até meados do século XX, consolidou-se a organização profissional dos pediatras, surgindo instituições, periódicos, livros, congressos e eventos relativos à especialidade.

 

Os pioneiros

Aquele que é considerado o primeiro hospital pediátrico do mundo foi criado em 1802, na França, o Hôpital des Enfants Malades. Em 1852, surgiu em Londres o Hospital for Sick Children (Hospital para Crianças Doentes), hoje denominado Great Ormond Street Hospital for Children. Nos Estados Unidos, o primeiro hospital exclusivo para crianças foi estabelecido três anos depois, na Filadélfia, o Children’s Hospital of Phildelphia, que continua em operação até hoje.