Como você pode proteger as crianças de infecções

 

No Pronto-Socorro

  • Use o álcool gel ou lave as mãos com água e sabão sempre que chegar ao Hospital e antes de ir embora;
  • Evite tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies;
  • Proteja com lenço a boca e o nariz ao tossir ou espirrar.

Certifique-se de que o profissional que cuida da criança também higienizou previamente as mãos. Se tiver dúvidas quanto a isso, pode perguntar. Nossos profissionais sabem da importância dessa ação e têm o compromisso de prestar um cuidado seguro.

 

Na Internação

  • Se você estiver doente, evite fazer visitas. Mesmo infecções comuns, como resfriados, podem evoluir com complicações nos pacientes que estão internados;
  • Não sente nem coloque seus pertences como bolsas e sacolas sobre a cama da criança;
  • Use o álcool gel ou lave as mãos com água e sabão sempre que chegar ao Hospital e antes de ir embora;
  • Não visite pacientes em outros quartos, principalmente se estiverem em precaução ou isolamento;
  • Não traga flores ou plantas para os pacientes. Elas podem ser fonte de fungos, insetos e bactérias;
  • Evite trazer alimentos. Se houver alguma necessidade especial, discuta com a equipe médica e a Nutrição.

 

Higienização das mãos: seja nosso parceiro no cuidado com a saúde!

Por que higienizar as mãos é importante?
Os profissionais da saúde (médicos, equipe de enfermagem, fisioterapeutas etc.) cuidam de muitas pessoas doentes diariamente e, com frequência, tocam nos pacientes e nas superfícies ao seu redor (cama, mesa, bomba de infusão etc.). Se os profissionais não higienizarem bem as mãos, podem transmitir germes para outros pacientes. Essa não é a única forma de adquirir uma infecção hospitalar, mas é uma das mais frequentes.

 

Como você pode ajudar?
Sua participação começa por informar-se sobre o problema das infecções e sobre a importância da higiene das mãos como uma medida para reduzir a transmissão das infecções. Nossos profissionais sabem da importância dessa ação, mas você e seus familiares podem lembrá-los, caso percebam que esse cuidado foi esquecido.

 

Como realizar a higiene das mãos?

  • Retirar todos os adornos das mãos (anéis, alianças, relógios e pulseiras);
  • Molhar as mãos e, com uma porção de sabão líquido, friccionar uma palma contra a outra e em seguida friccionar o dorso das mãos;
  • Limpar as partes mais escondidas das mãos, entre os dedos, embaixo das unhas e entre as pregas das palmas das mãos;
  • Enxaguar bem as mãos e secar com papel-toalha;
  • Quando o álcool gel for utilizado, a mesma sequência deve ser seguida e as mãos friccionadas até secar completamente, sem usar o papel toalha.

solucao-alcoolica

 

As seguintes dicas vão ajudá-lo a entender o momento e a forma correta da higiene das mãos:

  • QUEM DEVE SER LEMBRADO? Médicos, equipe de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas, voluntários, enfim, todas as pessoas que cuidam do seu filho. Seus parentes e visitantes também devem higienizar as mãos quando entram no quarto, especialmente antes de tocar na criança, e antes de ir embora;
  • QUANDO UTILIZAR O ÁLCOOL 70% EM GEL? A higienização das mãos com álcool gel pode substituir a higiene das mãos com água e sabão, quando não houver sujeira aparente ou não tiver contato com fluidos corporais;
  • O QUE FAZER? Quando um profissional chegar próximo a seu filho, antes de tocá-lo ou realizar algum procedimento (examinar, abrir curativo, puncionar veia, aplicar medicação etc.) você pode perguntar ou pedir a ele que higienize as mãos com álcool gel. Ou, ainda, você pode agradecer por ele ter higienizado as mãos;
  • QUANDO? Os 5 momentos importantes que você deve lembrar o profissional sobre higiene das mãos:

quando

  • ONDE? Em qualquer lugar onde o cuidado seja prestado: Pronto-Socorro, quarto, UTI ou consultório;
  • COMO? Lembrar e agradecer são incentivos ao profissional para a prática da higiene das mãos. O profissional tem conhecimento da importância dessa prática e compreenderá sua intenção de ajudá-lo a prevenir infecções. Faça isso sempre e de forma simples:
    • “Obrigado por higienizar as mãos”;
    • “Você higienizou suas mãos?”;
    • “Posso lembrá-lo sobre a higiene das mãos?”.

 

Um dos indicadores de avaliação para a adesão às práticas de higiene das mãos é a mensuração do consumo de insumos para essa prática.

Aqui no Sabará utilizamos o monitoramento indireto do consumo de solução alcoólica para higiene das mãos. Nossos indicadores são comparados com o padrão recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

 

Indicador: Volume de preparação alcoólica para as mãos, utilizado para cada paciente-dia.

 

indice-consumo-solucao-alcoolica-higiene-maos

taxa-infeccao-sitio-cirurgico-cirurgias-limpas

Autor: Equipe Sabará

Atualizado em: 15/7/2017