Unidade de Terapia Intensiva - UTI Pediátrica

Em alguns casos, a criança poderá necessitar permanecer um período na unidade de terapia intensiva pediátrica (UTIP). Habitualmente, são crianças que apresentam algum distúrbio, problema ou doença que precisam de cuidados e/ou tratamentos especiais.

Neste grupo de pacientes podemos incluir, por exemplo, as crianças oriundas do centro cirúrgico em pós-operatório de grandes cirurgias como as cirurgias cardíacas ou as neurocirurgias. Na UTI pediátrica as crianças são monitoradas de forma completa 24 horas por dia.

Descreveremos abaixo algumas particularidades que os pais devem esperar se o seu filho for admitido na Descreveremos abaixo algumas particularidades que os pais devem esperar se o seu filho for admitido na UTI pediátrica.

UTI Pediátrica
UTI Pediátrica do Hospital Sabará
Entre em contato.

Quais os equipamentos são disponíveis na UTI Pediátrica?

As UTIs pediátricas são unidades desenhadas para proporcionar cuidados e tratamentos únicos para as crianças criticamente enfermas. Neste sentido, possuem máquinas, equipamentos e dispositivos complexos para cumprir estes objetivos. Embora, à primeira vista, estes equipamentos possam parecer assustadores, eles foram todos desenvolvidos para ajudar a equipe interdisciplinar a cuidar das crianças gravemente doentes. Ter algum conhecimento sobre o que cada equipamento é e o que ele faz, pode ser de auxílio na minimização dos temores que uma internação na UTI Pediátrica pode gerar.

O monitor cardiorespiratório exibe continuamente os traçados das freqüências cardíaca e respiratória. Para tanto, necessita que sejam instalados cabos e sensores nos membros ou no tórax da criança.

O monitor de pressão arterial mede a pressão arterial da criança através de um manguito que pode ser colocado nos braços ou nas pernas. Caso seja necesária uma monitorização mais precisa e frequente da pressão arterial, instala-se um pequeno cateter em uma das artérias da criança.

O oxímetro de pulso mede a oxigenação do sangue através de um pequeno sensor luminoso que pode ser instalado em várias partes do corpo, como dedos, orelha e artelhos.

Nas situações específicas, pode ser necessária a instalação de uma cânula ou tubo endotraqueal. Este dispositivo é inserido através da boca e dá acesso à traquéia e o pulmão da criança. Este tubo é preso com fitas adesivas e é conectado a mangueiras que, por sua vez, se ligam ao respirador, que é a máquina que ajuda a criança a respirar e que oferece o oxigênio suplementar. Durante o período em que o tubo for mantido, a criança ficará incapaz de falar ou emitir sons.

A sonda enteral é um cateter ou tubo que é inserido através do nariz, até o estômago ou intestino, para a oferta de alimentação e nutrientes naquelas crianças impossibilitadas de se alimentar pela boca.

As bombas de infusão são equipamentos que, estando acoplados a um equipo de soro, permitem a oferta de líquidos, medicações e outros produtos com extrema precisão na veia ou no estômago das crianças.

Quem cuidará dos pacientes?

A UTI Pediátrica conta com uma equipe interdisciplinar completa composta por médicos intensivistas experientes, enfermeiras e fisioterapeutas especializados além de nutrólogos e farmacêuticos dedicados para a unidade. Conta ainda com médico especializado em oferecer apoio psicológico às crianças e familiares durante a internação. Além disto, as crianças poderão ser acompanhadas por outros médicos de diversas especialidades clínico-cirúrgicas, se as circunstâncias demandarem.

Como são as visitas na UTI Pediátrica?

A UTI Pediátrica tem a política de permitir a presença de dois acompanhantes durante o dia e é recomendado que somente um acompanhante permaneça durante a noite no hospital. Outros visitantes poderão entrar na unidade nos horários estabelecidos de visitas. Em alguns casos poderá haver a restrição a visitantes externos.

O que os pais podem fazer pelos seus filhos na UTI Pediátrica?

Quando uma criança é admitida na UTIP ou UTI pediátrica, os pais frequentemente se sentem assustados, angustiados e impotentes. É importante destacar, entretanto, que, mesmo naquelas crianças que estejam recebendo alguma medicação sedativa, a presença e o apoio dos pais são extremamente positivos.

Os pais podem ter um papel ativo em proporcionar conforto para os seus filhos durante a internação na UTIP. Para isso devem, por exemplo, conversar com ele, tocá-lo e dar muito carinho. Além disso, os pais podem trazer as músicas favoritas da criança, fotos da família, amigos e animais de estimação e podem trazer algum pequeno objeto que ajude a criança a se sentir segura.

Gestor - Dr. Nelson Horigoshi

Entre em contato

TOPO DA PÁGINA