É assim que se reduz a infecção hospitalar

Com o objetivo de comemorar o Dia Mundial da Lavagem das Mãos (15/10) – Global Hand Washing Day – e enfatizar a importância desse gesto no ambiente hospitalar, o Sabará promoveu, no período de 16 a 20 de outubro, uma campanha de conscientização interna com ações voltadas para pacientes, familiares e cuidadores.

Durante toda a semana, profissionais do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) abordaram os pequenos pacientes para propor uma “ação mágica”. Eles foram convidados a passar um creme que simula a contaminação das mãos, realizar a lavagem delas e, em seguida, colocá-las em uma “caixa preta”. Com o auxílio de uma luz negra, as crianças puderam constatar as partes sujas das mãos, não vistas a olho nu.

Quem participou da brincadeira recebeu de brinde um quebra-cabeça com a frase “Nossas mãos, nosso futuro”, tema da campanha. Ao juntar as peças, as crianças se depararam com uma árvore composta por várias mãos.

Com os cuidadores, a ação foi um pouco diferente. Questionados sobre como contribuem com a higienização das mãos no dia a dia, os profissionais tinham que dar a resposta escolhendo uma das peças do quebra-cabeça, que continha ações fundamentais para a realização da prática na rotina hospitalar, desde a compra de insumos e instalação dos dispensadores de álcool gel, até o incentivo da higienização das mãos em si. Por trás da intervenção, a ideia foi transmitir a mensagem de que quando cada um faz a sua parte, o resultado aparece.

“Na hora todo mundo interagiu, a equipe inteira, inclusive a médica e a fisioterapeuta que estavam no posto. A gente escolheu a peça, montou o quebra-cabeça junto e viu aparecer a imagem da árvore com as mãos”, conta a enfermeira da Unidade de Internação, Cecília Ambiel.

Foram entregues 300 quebra-cabeças para pacientes e realizadas dezenas de intervenções pelos setores do Hospital, incluindo o Pronto-Socorro.

Publicado em outubro de 2017

Autor: Mariana Setubal

Atualizado em: 01/11/2017